Jovens morreram de overdose em frente a um bar. Amigo diz que policiais misturaram água com cocaína e forçaram vítimas a beber

O 18º BPM (Jacarepaguá) abriu sindicância interna e afastou das ruas os três policiais suspeitos de forçar dois homens a beber água com cocaína. As vítimas foram identificadas como Jorge Alex da Silva Cardoso, 35 anos, e Atenildo Oliveira de Souza, 28, e teriam passado mal em frente a um bar na rua Doutor Francisco da Fonseca Telles, na Taquara, zona oeste do Rio de Janeiro. Segundo o jornal O DIA, um homem chamado Ubirajara Candido Alves, 44, que estaria com os dois jovens, fez a acusação.

De acordo Ubirajara, os três estavam em um ônibus quando um passageiro chamou policiais de uma cabine da PM, na avenida Nelson Cardoso, na Taquara, alegando que o grupo estava com cocaína. Os PMs teriam levado os três para a cabine e encontrado a droga com dois deles. Segundo Ubirajara, os policiais teriam obrigado os dois homens a beberem água com a cocaína apreendida. Eles tiveram overdose e morreram na rua antes de serem socorridos.

O jornal diz que a versão é contestada pelo comandante do 18º BPM, tenente coronel Djalma Beltrami. Os policiais teriam dito que liberaram o grupo após a revista, e que não encontraram entorpecentes com eles.

A Divisão de Homicídios investiga a morte dos dois jovens. A polícia vai solicitar à PM imagens das câmeras instaladas próximas à cabine onde foi feita a revista.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.