PMs irão a júri no Rio de Janeiro por tentativa de assassinato

Segundo denúncia, jovem foi baleada no rosto e despencou de uma ribanceira. Ela sobreviveu após se fingir de morta

AE |

selo

A Justiça do Rio de Janeiro levará a júri popular o soldado da Polícia Militar (PM) Rodrigo Nogueira Batista e o cabo Marcelo Machado Carneiro. Eles são acusados de tentar matar uma vendedora, de 21 anos, no Alto da Boa Vista, em novembro do ano passado. A jovem foi baleada no rosto e despencou de uma ribanceira. Ela escapou dos acusados após se fingir de morta. O julgamento dos policiais, que estão presos, ainda não tem data marcada. 

Segundo a denúncia, a vendedora foi abordada pelos policiais, que estavam em serviço, nas imediações da estação do Metrô Estácio de Sá. Após encontrarem cerca de R$ 1700 na bolsa da vítima, os dois a acusaram de ter ligação com tráfico de drogas e passaram a exigir R$ 20 mil para que ela fosse libertada. A vítima, que chegou a ser colocada na viatura policial, sob o pretexto de que seria conduzida à delegacia, foi transferida para um carro particular de cor branca, a bordo do qual foi levada até o Alto da Boa Vista, onde Rodrigo efetuou o disparo. 

O soldado Rodrigo negou a autoria dos disparos, atribuindo a acusação ao fato de ter tido contato anterior com a jovem para obtenção de informações sobre pessoas que exerciam atividades ilícitas no Morro de São Carlos. O militar afirmou que a vítima teria sido sentenciada à morte pelo tráfico e deveria ser executada pelo namorado dela.

    Leia tudo sobre: PMsjúri popular

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG