PMs fingiam receber propinas para ajudar na prisão de traficantes do RJ e SP

Operação da PM e MP resultou na prisão de 13 suspeitos de ligação com o CV e o PCC. Assista vídeo que mostra PM recebendo dinheiro

iG Rio de Janeiro |

As investigações que culminaram na prisão de 13 suspeitos de participar de uma quadrilha de traficantes envolvendo as facções criminosas Comando Vermelho (CV) e Primeiro Comando da Capital (PCC) começaram depois que PMs fingiam aceitar propinas semanais de bandidos de Teresópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro.

Leia também : PM e MP realizam operação no RJ e em SP contra tráfico de drogas

De acordo com o Ministério Público Estadual do Rio, ao menos quatro PMs receberam a proposta de suborno e comunicaram o fato à Promotoria que, com autorização judidial, os orientou a aceitar o dinheiro de modo a ajudar na captura dos criminosos. O valor da propina incialmente era de R$ 1.000 semanais, depois caiu para R$ 500.

O dinheiro era depositado em uma conta jurídica para se ter o controle. A partir daí, a polícia conseguiu chegar até aos suspeitos e descobriu a conexão entre as duas facções criminosas.

Segundo as investigações, os traficantes do Rio adquiriam a droga com integrantes do PCC. A favela do Mandela, em Manguinhos, na zona norte da capital fluminense, recebia o entorpecente e o distribuía para comunidades dominadas pelo CV na capital e nas cidades fluminenses de Niterói, São Gonçalo, Duque de Caxias, Teresópolis, Rio das Ostras e Araruama.

Durante a ação para prender os suspeitos, houve troca de tiros nas favelas do Mandela e do Jacarezinho, que também fica na zona norte. Dois bandidos acabaram mortos.

Na Mandela, foi encontrada ainda uma casa que seria do traficante conhecido como Marcelo Piloto. Na residência do criminoso, foram apreendidos uma geladeira, um fogão, uma TV, um hometeather, 13 móveis e seis notas fiscais de produtos roubados. Os policiais também apreenderam 25 motocicletas.

Os PMs apreenderam duas prensas na favela do Jacarezinho. Cerca de 4.380 papelotes de cocaína, 314 frascos de cheirinho da loló e seis tabletes de maconha foram apreendidos na comunidade do Jacarezinho, além de um fuzil e um rádio transmissor. Foram recolhidos ainda uma pistola, um revólver e uma réplica de metralhadora.

Assista o vídeo onde um PM recebe o dinheiro de um suspeito.

    Leia tudo sobre: traficantesPCCCVpropina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG