PM morre após trocar tiros com colegas de farda no Rio

Segundo a corporação, o militar lotado no 22º BPM (Maré) estava em um carro roubado e tentou fugir de viatura de outro batalhão

iG Rio de Janeiro |

Um policial militar foi morto e outro foi preso na madrugada desta quinta-feira após trocar tiros com colega de farda no Moneró, na Ilha do Governador, zona norte do Rio de Janeiro. Segundo a PM, a dupla, lotada no 22º BPM (Maré), estava com um carro roubado e foi perseguida por homens do Grupamento de Apoio Tático do 17º BPM (Ilha do Governador)

Além do PM detido, outros oito policiais estão presos administrativamente por 72 horas. Inicialmente, a informação da corporação dava conta de que o militar morto fazia parte da patrulha que abordou o automóvel roubado.

De acordo com a PM, os dois policiais do 22ª BPM abandonaram o serviço de ronda. Eles deixaram a viatura na unidade e seguiram para a Ilha do Governador no carro particular de um deles. Ao chegarem no Moneró, o cabo Fábio Rodrigues Gonçalves saiu do automóvel e pegou um outro veículo, modelo Fox, que constava como roubado no cadastro da PM.

Os PMs seguiram de volta ao batalhão cada um em um carro quando homens do 17º BPM tentaram abordar o colega que estava no automóvel roubado. O cabo tentou fugir pelas ruas do bairro e ainda trocou tiros com os policiais que o interceptaram. Ele foi baleado e não resistiu aos ferimentos.

O outro PM, identificado como Fábio Andrade da Silva, chegou ao local minutos depois, foi detido e encaminhado para a 1ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar. Os outros policiais presos também são do 22º BPM. A corporação quer saber se houve facilitação no abandono de serviço.

    Leia tudo sobre: assaltotiroteio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG