Excluídos trabalhavam no 28º Batalhão, em Barra Mansa, no Sul Fluminense, na época da paralisção

A Polícia Militar do Rio de Janeiro expulsou nesta semana dos seus quadros 14 PMs que aderiram à greve da corporação, dos bombeiros e da Polícia Civil, ocorrida entre os dias 9 e 13 de fevereiro deste ano. Todos os policiais trabalhavam no 28º BPM (Barra Mansa, no Sul Fluminense) na época da paralisação.

Os 14 PMs foram submetidos a Conselho de Justificação, que decidiu pela exclusão deles. No período da greve, policiais do 28º BPM chegaram a ficar aquartelados.

No último dia 12, 13 bombeiros que participaram da greve já haviam sido expulsos, entre eles o cabo Benevenuto Daciolo, acusado de ser o líder do movimento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.