PM do Rio adia aplicação da multa relativa à falta da cadeirinha

Já Guarda Municipal e Polícia Rodoviária Federal não vão adiar prazo estabelecido por lei, em vigor desde o dia primeiro deste mês

iG Rio de Janeiro |

Policiais militares do Rio de Janeiro adiaram, para o primeiro dia de outubro, a aplicação das multas aos motoristas que transportarem em carros crianças sem o uso da cadeirinha de segurança.

De acordo com a assessoria da corporação, a medida foi adotada devido à falta de exemplares do produto nas lojas. Até o dia primeiro do próximo mês, a PM irá somente instruir os motoristas que forem flagrados sem o equipamento.

No entanto a Guarda Municipal e a Polícia Rodoviária Federal afirmaram que não vão prorrogar o prazo para a aplicação das multas pela falta do uso da cadeirinha, que de acordo com o CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito),  é obrigatório desde o dia 1° de setembro deste ano.

Segundo a lei, as crianças com até um ano só podem ser transportadas no chamado “bebê conforto”. Já as de um a quatro anos devem ir em cadeirinhas, e aquelas entre quatro e sete anos e meio devem usar o booster. A punição é de sete pontos na carteira mais multa de R$ 191,54.

    Leia tudo sobre: cadeirinhapolícia militarmultascontran

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG