PM condenado por propina de R$ 2 foi promovido

Soldado foi acusado de receber dinheiro para permitir circulação de motoristas de Kombi na zona norte

Mario Hugo Monken, iG Rio de Janeiro |

O levantamento feito pelo iG no site do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e em boletins internos da PM indicou que pelo menos quatro PMs condenados nos últimos cinco anos foram promovidos.

O caso que mais chamou a atenção foi o do soldado Alex Fernandes da Silva. Ele foi condenado no dia 23 de março de 2009 a dois anos e seis meses de prisão. Segundo a Justiça, ele foi acusado de receber R$ 2 de propina de um motorista de transporte alternativo na região de Rocha Miranda, na zona norte da capital, para permitir a circulação livre dos veículos.

No boletim do dia 28 de outubro do ano passado, foi publicada a sua promoção para cabo, que valeria a partir do dia 11 daquele mês. Na época, ele estava no 9º BPM (Rocha Miranda), mas já foi transferido para o 41º BPM (Irajá).

Operação para flagrar propina

Os autos indicam que, em 2007, a PM montou uma operação em Rocha Miranda após receber denúncias de que policiais estariam recebendo dinheiro dos motoristas de Kombis e vans.

Na ocasião, os PMs foram divididos em equipes de quatro, sendo que dois entrariam nos veículos aleatoriamente enquanto os outros dois seguiriam atrás em um carro do Serviço Reservado (P2).

Os PMs que estavam na investigação viram um motorista entregando uma nota de R$ 2 a Alex. O policial suspeito negou as acusações. Seus advogados disseram que o flagrante fora preparado.

Na época, o mesmo motorista que foi subornado disse que pagava a quantia todos os dias aos PMs para poder circular livremente. Outro policial que estava na mesma viatura que Alex no dia do fato também respondeu o processo, mas acabou absolvido.

    Leia tudo sobre: pmpromovidoscondenados

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG