PF prende 12 em ação contra distribuição clandestina de TV a cabo

Cerca de 160 agentes participam da operação no Rio de Janeiro. Entre os presos estão três policiais militares e um civil

Bruna Fantti e Daniel Gonçalves, especial para o iG |

A Polícia Federal (PF) prendeu 12 pessoas, na manhã desta quinta-feira, durante a operração Cama de Gato, que tem como objetivo desarticular uma quadrilha responsável pelo controle e distribuição de sinais clandestinos de internet e TV a cabo nas cidades de Barra do Piraí, Itaguaí e Nilópolis, na Baixada Fluminense.

Cerca de 160 agentes, divididos em 35 equipes, participam da ação com apoio da Corregedoria Geral Unificada da Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro. De acordo com a PF, entre os presos há três policiais militares e um policial civil. Um soldado da PM foi detido na rua Coronel França Leite, bairro Cabral, em Nilópolis. Ele foi identificado como Rogério Dias, lotado no 14º BPM (Bangu).

Foram expedidos 14 mandados de prisão e 31 de busca e apreensão para serem cumpridos nos municípios de Belford Roxo, Queimados, Mesquita, Nilópolis, São João de Meriti, Nova Iguaçu, Duque de Caxias, Itaguaí, Barra do Piraí e Rio das Ostras. Iinicialmente, a PF havia informado que eram 20 mandados de busca e apreensão, mas corrigiu a informação.

Segundo a PF, a operação Cama de Gato é continuação da operação Gato de Botas. Durante as investigações foi identificada a existência de seis “empresas” que transmitem de forma clandestina sinal de TV a cabo e de internet. Por volta das 11h, cinco centrais ilegais de distribuição já haviam sido fechadas.

    Leia tudo sobre: Policia federalgatonetgatovelox

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG