PF busca grupo que causou rombo de R$ 120 milhões na Previdência Social

Quadrilha agiu entre 1983 e 1994. Doze pessoas são procuradas

iG Rio de Janeiro |

A PF (Polícia Federal) deflagrou na manhã desta quarta-feira (27) no Rio de Janeiro uma operação para prender 12 pessoas suspeitas de integrar uma quadrilha que teria em seu poder centenas de cartões de benefícios previdenciários. As investigações indicam que o grupo pode ter causado um prejuízo de até R$ 120 milhões aos cofres da Previdência Social entre 1983 e 1994.

A investigação teve início em 2009. As fraudes ocorreram antes da informatização do INSS. Os suspeitos criavam beneficiários fictícios por meio do reaproveitamento de benefícios já cessados e a manipulação de seus dados. Eles alteravam periodicamente as datas de nascimento dos falsos contribuintes, perpetuando, assim, a existência do segurado “fantasma”, e por conseqüência, o próprio benefício.

A operação, batizada de Highlander, conta com a participação de 135 agentes federais.

    Leia tudo sobre: quadrilharomboprevidencia social

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG