PF apreende 550 kg de maconha e prende cinco em Campos (RJ)

Quadrilha de traficantes é formada por 30 bandidos. Motorista de prefeitura que é suspeito de colaborar com o bando está foragido

iG Rio de Janeiro |

Em outra operação para desarticular o tráfico de drogas no Norte Fluminense, a PF (Polícia Federal) recolheu 550 kg de maconha em um sítio na cidade de Campos dos Goytacazes, nesta terça-feira (22). Foi a maior apreensão da droga feita pelo órgão na cidade.

Cinco pessoas foram presas durante a ação. Entre os presos, estão Anderson Pinto Faísca, o Bolão e Aldemir da Silva Menezes, o Thiago. Segundo as investigações, eles são suspeitos de comandar uma quadrilha de cerca de 30 traficantes.

Segundo o Ministério Público Estadual, que ajudou na operação, seis suspeitos estão foragidos. Um deles seria motorista oficial da Prefeitura de São João da Barra. As investigações indicam que, no último dia 15, ele utilizou um veículo para transportar cerca de 15 kg de maconha. Após ser interceptado pela polícia, o motorista fugiu, descartando a droga no rio Paraíba do Sul.

O grupo de Bolão e Thiago controla o comércio de drogas e a distribuição de maconha, cocaína e crack em favelas de Campos e municípios próximos, como Bom Jesus do Itabapoana, Cardoso Moreira, São João da Barra, São Francisco do Itabapoana e Bom Jesus do Norte (ES). Os dois chefes do grupo foram presos.

No sítio de Bolão, os agentes apreenderam os 550 kg de maconha. Ao longo do inquérito, 600 kg da droga foram recolhidos.

Durante a operação, buscas também foram feitas na cadeia pública Dalton Crespo de Castro e no presídio Carlos Tinoco da Fonseca, onde alguns integrantes da quadrilha, atualmente presos, continuavam a operar o esquema, dentro e fora dos estabelecimentos prisionais. Na Dalton Crespo, foram apreendidos celulares, chips, carregadores, facas artesanais e pequena quantidade de drogas. Todos já haviam sido indiciados pelo crime de associação para o tráfico.

Os mandados de prisão temporária e de busca e apreensão foram expedidos pela 3ª Vara Criminal de Campos, que, atendendo ao requerimento do Ministério Público, determinou o sequestro de bens e do dinheiro dos acusados depositado em 13 contas bancárias. Dois advogados dos criminosos também foram indiciados pelo crime de colaboração com o tráfico na condição de informantes.

Homicídios

Interceptações telefônicas realizadas com autorização judicial evidenciaram, ainda, o envolvimento da quadrilha com o comércio de armas e o planejamento de crimes de homicídio e roubo. Entre os suspeitos com prisão temporária decretada estava a mulher de Thiago, Lilian Márcia de Souza Ribeiro, presa nesta terça-feira, além do irmão de Bolão, Emerson Pinto Faísca, vulgo Erminho, que já estava preso.

Durante as investigações, que duraram aproximadamente quatro meses, a PF, com apoio da Promotoria, realizou apreensões, somando aproximadamente 61 kg de maconha, 6,5 kg de cocaína e 1,5 kg de crack.

No vizinho município de Macaé, cerca de 400 PMs e policiais civis, além de agentes da PF (Polícia Federal) e da PRF (Polícia Rodoviária Federal) fazem uma operação para capturar traficantes do Rio que estariam refugiados na cidade. Até o início da noite 13 pessoas foram presas e 150 kg de maconha foram apreendidos. 

    Leia tudo sobre: operacaoPFtráficocampos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG