Perícia fechará túnel onde Rafael Mascarenhas foi atropelado

Além do túnel Acústico, o Zuzu Angel também ficará fechado na madrugada desta terça

iG Rio de Janeiro |

Agência Estado
Rafael Bussamra deixa delegacia após depoimento nesta segunda-feira
Policiais da delegacia da Gávea (15°DP) e peritos do Instituto de Criminalística Carlos Eboli (ICCE) irão fechar os túneis Zuzu Angel e Acústico, que ligam São Conrado à Gávea, na madrugada desta terça (26), para realizar a reconstituição do atropelamento do músico e filho da atriz Cissa Guimarães, Rafael Mascarenhas.

Rafael foi atropelado no túnel Acústico, zona sul do Rio, enquanto andava de skate com amigos dentro da via que estava interditada para obras, no início da semana passada.

Devem participar da reconstituição e da perícia, além dos motoristas que supostamente praticavam um racha, as testemunhas do atropelamento e os amigos que estavam com ele na hora.

Os túneis Zuzu Angel e Acústico ficarão interditados, nos dois sentidos, a partir de meia-noite desta terça (26) até às 05h. A opção de desvio para o motorista é a avenida Niemeyer.

Depoimento

Acusado pela morte do estudante Rafael Mascarenhas, Rafael Bussamra prestou novo depoimento nesta segunda-feira na 15ª Delegacia de Polícia, na Gávea, zona sul do Rio de Janeiro. De acordo com o advogado dele, Spencer Levy, seu cliente e o pai, o empresário Roberto Bussamra, foram coagidos pelo cabo da Polícia Militar (PM) Marcelo Bigon e pelo sargento Marcelo Leal a pagar propina de R$ 10 mil para desfazer a cena do acidente e liberar o atropelador. O advogado também acusou os policiais militares de impedir que Rafael Bussamra registrasse a ocorrência do acidente ( saiba mais ).

    Leia tudo sobre: Rafael Mascarenhastúnel acústicoperícia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG