Após vistoria, a Defesa Civil municipal informou que parte das construções deverá ser demolida

selo

Após vistoria preliminar nos quatro barracões atingidos por um incêndio nesta manhã na Cidade do Samba, no Rio de Janeiro, a Defesa Civil municipal informou que parte das construções deverá ser demolida.

Segundo o engenheiro Luis André Moreira Alves, os barracões devem ser demolidos a partir do segundo piso. Será preservada apenas a parte térrea das construções, que abriga os galpões onde são feitos os carros alegóricos.

O incêndio atingiu os barracões das escolas de samba Grande Rio, Portela e União da Ilha e também da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa). Segundo Alves, a demolição deverá ser feita ainda esta semana, para que as escolas possam utilizar os galpões o mais rápido possível. "É uma ordem do prefeito. Assim que a polícia terminar a perícia do local, vamos demolir as estruturas danificadas", disse.

Por conta do incêndio, partes do teto e paredes dos barracões desabaram. Em todos os barracões, a estrutura dos pavimentos superiores ficou comprometida. A vistoria foi feita por seis engenheiros da Defesa Civil. O órgão informou que foi uma vistoria preliminar e mais áreas dos barracões podem ser demolidas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.