Pai de atropelador de Rafael Mascarenhas depõe para a PM

Polícia Militar também vai ouvir Rafael Bussamra que confessou ter atingido o filho da atriz Cissa Guimarães

Bruna Fantti e Daniel Gonçalves, especial para o iG |

Agentes da 1° Delegacia de Polícia Jurídica Militar (DPJM) interrogaram no início da tarde desta sexta-feira Roberto Bussamra, pai do atropelador do músico Rafael Mascarenhas, filho da atriz Cissa Guimarães, em um escritório de advocacia no Centro do Rio de Janeiro

o depoimento integra um Inquérito Policial Militar (IPM) para investigar a abordagem e o suposto pedido de propina por parte do sargento Marcelo Leal e do cabo Marcelo Bigon para liberar o motorista que atropelou o filho da atriz.

O advogado de Roberto Bussamra afirmou que o seu cliente ratificou sua versão dada inicialmente à policía: a de que os PMs cobraram R$10 mil para liberar o veículo do seu filho que atropelou Mascarenhas. Roberto teria pagado R$1 mil. Os dois PMs estão presos.

Também vão depor nos próximos dias o motorista que atropelou o músico, e o irmão dele que acompanhou Roberto Bussamra no momento em que ocorreu o suposto pagamento da propina.

Rafael Mascarenhas morreu na madrugada do dia 20 de julho, em decorrência do atropelamento que sofreu enquanto andava de skate em uma das galerias Túnel Acústico, que estava interditada para obras.

O motorista, que em depoimento alegou não ter conhecimento da interdição, afirma que foi abordado por policiais na saída da via e teria sido vítima de extorsão.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG