Operação prende quadrilha que disputava espólio de bicheiro

Grupo é acusado de cometer crimes na disputa de poder pelo espólio do contraventor Waldomiro Paes Garcia, o Maninho, morto em 2004

iG Rio de Janeiro |

A secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro deflagrou nesta terça-feira (20) uma operação para desarticular uma quadrilha acusada de envolvimento em homicídios e outros crimes relacionados a uma disputa de poder pelo espólio do contraventor Waldomiro Paes Garcia, o Maninho, morto em 2004. Intitulada "Tempestade no Deserto", ela tem como objetivo o cumprimento de oito mandados e outros 11 de busca e apreensão.

Dos mandandos, dois foram cumpridos contra os policiais militares João André Ferreira Pinto e Marcelo Alves da Silva , também procurado na operação de combate ao jogo do bicho "Dedo de Deus" . O terceiro mandado foi cumprido contra o policial civil Carlos Daniel, que já estava preso ao ser flagrado na companhia de um traficante em fuga da favela da Rocinha durante a Operação Choque de Paz, em novembro.

Em flagrante foram presas a ex-mulher do contraventor Maninho identificada como Sabrina Arrouche Garcia e a esposa de um oficial da PM que ainda é procurado pelos agentes.

Na ação, coordenada pela subsecretária de Inteligência (SSINTE) junto com a Delegacia de Repressão às Ações do Crime Organizado e Inquéritos Especiais (DRACO-IE) e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público, foram apreendidos dezenas de joias, relógios de marcas famosas, além de R$ 38.600, além de euros e dólares americanos. Uma das joias chama a atenção por ter o formato de um fuzil.

Braço-direito de contraventor foi assassinado após delatar disputa

As investigações começaram em maio de 2008, quando no município de Cachoeira de Macacu, no interior do Rio de Janeiro, o carro em que o policial civil Rogério Mesquita foi alvo de uma emboscada. O veículo em que o agente estava foi alvejado por 37 tiros, mas o policial foi atingido por somente dois na perna.

A polícia identificou Mesquita como sendo o braço-direito do contraventor Waldomiro Paes Garcia, o Maninho, assassinado a tiros em 2004 enquanto deixava uma academia na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Durante depoimento sobre a tentativa de homicídio, Mesquita afirmou que a emboscada foi motivada pela disputa do espólio do contraventor Maninho, e consequentemente pelo controle da máfia do jogo do bicho e das máquinas caça-níqueis no estado do Rio de Janeiro. 

Segundo a polícia, as investigações revelaram os bastidores da guerra travada pelo controle da exploração da contravenção no Rio de Janeiro.

Após se tornar testemunha-chave, Mesquita foi assassinado em uma segunda emboscada com três tiros na cabeça em 2009, no bairro de Ipanema, na zona sul da cidade.

Ossadas encontradas em sítio da família de bicheiro

No decorrer das investigações, a polícia apreendeu armamentos, entre eles um fuzil, modelo AK-47, calibre 7.62, que suspostamente foi utilizado pela quadrilha em assassinatos, farta quantidade de munições, tendo descoberto ainda carcaças de veículos e ossadas humanas enterradas em uma  propriedade rural pertencente à família de Maninho.

Os oito acusados são apontados pela polícia como os principais articuladores de crimes cometidos entre os  anos de 2007 e 2009 e teriam sido comandadads pelo contraventor José Luiz de Barros Lopes, o Zé Personal, ex-marido de uma das filhas do contraventor Maninho. Dos acusados, quatro são policiais militares, dois deles oficiais, e um é policial civil.

Além da morte do contraventor Maninho e do policial Rogério Mesquita, o grupo seria responsável pelos assassinatos do vice-presidente da escola de samba Acadêmicos do Salgueiro, Guaracy Paes Falcão, e de sua esposa Simone, em 2007; e do chefe da quadrilha, Zé Personal, executado a tiros em setembro desse ano, em Jacarepaguá , na zona oeste do Rio.

Os presos irão responder pelos crimes de homicídio qualificado e formação de quadrilha, cuja pena pode chegar a 30 anos de reclusão.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG