Operação na Vila Cruzeiro: seis feridos no Getúlio Vargas

PM é atingido por estilhaço; entre quarta e quinta-feira, o hospital recebeu 25 pessoas baleadas ou feridas

Daniel Gonçalves, iG Rio de Janeiro |

Já chegaram de cinco baleados e um PM ferido no Hospital Estadual Getúlio Vargas, em Bonsucesso, nesta quinta-feira (25). A unidade é a mais próxima à megaoperação da Polícia Militar na Vila Cruzeiro, Penha, zona norte do Rio. De acordo com a assessoria da Polícia Militar, um deles, José Dantas Souza, 43, é sargento do 16º  Batalhão da PM e foi ferido no conflito por estilhaços no antebraço esquerdo. Souza está sendo atendido.

O quinto ferido é o morador Marllon José Barbosa chegou aproximadamente às 16h30 acompanhado por outros moradores. A vítima, de 16 anos, levou um tiro no peito e outro no braço direito e foi encaminhada ao centro cirúrgico.

Acompanhado de familiares, o sexto ferido é o morador Ronald Henrique Nicanor, camelô de 21 anos.Ele teve seu braço direito atravessado supostamente por uma bala perdida que entrou pela janela de suca casa, na Vila Cruzeiro. O homem chegou junto com o Batalhão de Choque, que não deu voz de prisão, o que indica que ele é apenas um morador.

De acordo com a nota divulgada pela assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Saúde e Defesa Civil, José Pereira, 32 anos, levou um tiro no tornozelo esquerdo, foi atendido e liberado. Já Osmar Sabino Julião, 21, com um tiro nas nádegas, está em observação. Bruno da Silva, 24, que sofreu tiro no braço esquerdo, está sendo atendido.

Desde quarta, são 25 feridos e quatro mortos só no hospital

Segundo a secretaria, apenas na quarta (24) o Hospital Getúlio Vargas registrou 21 baleados, entre vítimas de bala perdida, policiais e suspeitos, e quatro mortos. Na manhã desta quinta-feira apenas quatro dessas pessoas continuam internadas.

Também nesta quarta-feira (24), 14 supostos traficantes foram mortos durante troca de tiros com policiais militares. Nesta quinta-feira (25), morreram sete suspeitos no Jacarezinho, favela na zona norte, que estavam em confronto com policiais civil. Assim, desde domingo, o número de pessoas mortas em decorrência da troca de tiros entre PMs e suspostos traficantes totaliza 34.

Reforço em unidades da região

O secretário Estadual de Saúde do Rio, Sérgio Côrtes, está no Hospital Getúlio Vargas, que fica próximo da Vila Cruzeiro, para comandar a emergência da unidade de saúde. Dez médicos e vinte enfermeiros reforçam o trabalho pelos bombeiros na unidade.

Próxima ao Getúlio Vargas, a Upa da Penha recebeu dez leitos extras de CTI, oito adultos e dois pediátricos. Entretanto, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) está orientado a levar qualquer atendimento médico para outras unidades de saúde evitando as duas citadas anteriormente.

Hemorio pede doação urgente de sangue

O Instituto Estadual de Hematologia, Hemorio, pede nesta  quinta-feira doações urgentes de sangue, já que poucas pessoas doaram durantes os últimos dias. A instituição opera bem abaixo de seu estoque mínimo, de 400 bolsa: há apenas 100 disponíveis. Nesta sexta-feira (26), às 10h, um grupo de 30 bombeiros, liderados pelo comandante Pedro Machado, farão doações de sangue para incentivar a população.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG