Operação Lei Seca vai ser intensificada no réveillon do Rio

Ação vai contar com 200 agentes até a madrugada da próxima segunda-feira

Agência Brasil |

A Operação Lei Seca, do Governo do Estado do Rio de Janeiro, vai intensificar a fiscalização nas ruas neste final de ano para evitar os excessos de bebida alcoólica e, assim, evitar os altos índices de acidentes de carro provocados pela combinação de álcool e direção.

Leia também: Pilotos de barcos vão fazer teste de bafômetro no réveillon em Copacabana

A operação contará com cerca de 200 agentes até a madrugada da próxima segunda-feira (2), em diversos pontos da capital, principalmente no retorno das festas de réveillon na Praia de Copacabana, Aterro do Flamengo, Piscinão de Ramos e Barra de Guaratiba, locais em que haverá grande concentração de público, devido aos shows ao ar livre.

A estimativa da coordenação da Operação Lei Seca é realizar vistoria em 2 mil veículos no período, com a realização de igual número de testes de bafômetro. De acordo com o coordenador da operação, major Marco Andrade, o que se quer com a intensificação da fiscalização é garantir que as pessoas voltem para casa de uma forma mais segura.

“O aumento do número de agentes ampliará nosso raio de ação de conscientização de motoristas, impedindo que dirijam depois de ingerir bebida alcoólica”, diz Andrade.

A Operação Lei Seca também está desenvolvendo uma campanha educativa com a instalação de um balão na Praia de Copacabana, perto da avenida Princesa Isabel, onde os moradores e turistas podem fazer um sobrevoo sobre um pequeno trecho da orla. O voo tem a duração média de cinco minutos e é gratuito.

Hoje (31), o balão vai funcionar das 18h às 23h30, antes da virada do ano, e das 0h30 às 3h, depois da queima de fogos na praia. Para voar, abasta apenas apresentar um documento de identificação com foto.

    Leia tudo sobre: lei secaréveillonano-novo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG