Operação do MP prende 16 pessoas em bingo clandestino no Rio

Há suspeita de envolvimento de quadrilha ligada à corrupção e lavagem de dinheiro

AE |

selo

Dezesseis pessoas foram presas em flagrante nesta quinta-feira (12) durante uma operação do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) em um bingo clandestino no bairro de Vista Alegre, zona norte da capital fluminense. Além dos presos, pelo menos 100 apostadores estavam no local, foram identificados e liberados em seguida.

Entre o material apreendido estavam computadores, dinheiro, máquinas usadas no bingo e cartelas de jogo. Um imóvel vizinho, chamado de Point de Minas, também foi alvo de busca e apreensão dos agentes. Cerca de 20 agentes da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI) do MP participaram da ação.

De acordo com o MP-RJ, todos os presos trabalhavam no bingo clandestino, que funcionava na Estrada Cordovil, no galpão do antigo Supermercado Rio. A prisão ocorreu durante o cumprimento do mandado de busca e apreensão requerido pela 6ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal da Capital ao Juízo da 32ª Vara Criminal.

Segundo o promotor de Justiça Alexandre Themistocles de Vasconcelos, a medida cautelar foi deferida com base na investigação realizada pela CSI, que identificou a exploração de jogos de azar no local. Há suspeitas de que o gerenciamento da atividade ilícita seja feita por uma quadrilha que também estaria voltada para a prática de crimes de corrupção e lavagem de dinheiro decorrentes da exploração do jogo ilegal.

    Leia tudo sobre: bingojogos de azar

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG