Ônibus e carros são incendiados, e cabine da PM é alvejada no Rio

Em balanço divulgado nesta tarde, PM diz que 13 suspeitos de envolvimento com tráfico foram mortos durante operações em favela

Daniel Gonçalves e Raphael Gomide, iG Rio de Janeiro |

Criminosos atearam fogo a ao menos 15 veículos - quatro ônibus, 10 carros e uma van -  desde a noite de terça (23) na capital e na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, dando sequência à onda de ataques em série desde domingo (21). Quatro pessoas ficaram levemente feridas. Uma cabine da Polícia Militar também foi atacada a tiros.

Em balanço divulgado pela Polícia Militar no fim da tarde, nesta quarta-feira treze suspeitos de envolvimento com o tráfico foram mortos e 25 foram presos nesta quarta-feira. Quatro são da favela Jardim Floresta, oito na Guaxá, ambas em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, e três na favela Faz Quem Quer, em Rocha Miranda, na zona norte, e um no morro do Tuiti, também na zona norte. Dois policiais militares ficaram feridos na ação.

Desde domingo, 150 pessoas foram detidas ou presas por envolvimento com o tráfico de drogas e 21 foram mortas. 

Jadson Marques/Futura Press
Ônibus incendiado no bairro Jardim Redentor, na avenida Automóvel Clube, em Belford Roxo

Incêndios

Apenas três dos episódios aconteceram na capital. Um ônibus foi incendiado por volta das 7h30 desta quarta-feira, na avenida Vicente de Carvalho, naquele bairro (zona norte). Um Voyage que tinha sido roubado havia dois meses em São João de Meriti foi abandonado e queimado na Avenida Paulo de Frontin, no Rio Comprido, por volta das 23h desta terça-feira. No Recreio dos Bandeirantes (zona oeste), outro veículo foi incendiado.

Na tarde de ontem, o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, prometera uma resposta dura a eventuais novos ataques e reagir com "força dobrada" a investidas do gênero, por criminosos. Ele afirmou que não era possível garantir que outros incidentes não voltariam a acontecer.

Em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, criminosos incendiaram dois ônibus no bairro de Jardim Redentor.

Na Rodovia Presidente Dutra, na altura do município de Engenheiro Pedreira (Baixada Fluminense), três homens armados pararam um ônibus, por volta das 2h, e obrigaram os passageiros a descer, antes de atear fogo ao coletivo.

Em Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, três carros de passeio também foram queimados, dois no bairro do Fonseca e um em São Lourenço.

Em São Gonçalo, município vizinho também na Região Metropolitana, o Corpo de Bombeiros foi acionado para apagar as chamas em um automóvel. O incêndio aconteceu no bairro do Pita. No mesmo município, no bairro da Pedra, populares apagaram nesta madrugada o fogo em outro carro de passeio. Não houve feridos.

Uma van foi incendiada por criminosos pela manhã na Estrada da Urucânia, em Santa Cruz, na zona oeste do Rio de Janeiro. Quatro pessoas ficaram feridas e foram levadas para o Hospital Rocha Faria com queimaduras leves. Segundo a PM, os bandidos embarcaram como se fossem passageiros e começaram a jogar combustível no interior do veículo.

Dois automóveis também foram incendiados na Estrada de Botafogo, em Costa Barros, na zona norte. De acordo com bombeiros de Irajá, suspeitos teriam rendido os motoristas e incendiado os veículos.

Uma cabine da PM na Praça da Emancipação, em Duque de Caxias (Baixada Fluminense) foi alvo de tiros, por volta das 23h30 desta terça. Bandidos passaram em um automóvel e abriram fogo, mas não havia policiais no local.

Veja a localização dos ataques no Rio

    Leia tudo sobre: arrastõesveículos incendiadosviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG