ONG aumenta para R$ 10 mil recompensa por um dos chefes do tráfico no Rio

Fabiano Atanázio, o FB, é suspeito de comandar a favela Vila Cruzeiro e de participar de queda de helicóptero da PM em 2009

iG Rio de Janeiro |

Divulgação
Fabiano Atanázio é apontado como chefe da favela Vila Cruzeiro, na Penha
A ONG (Organização Não Governamental) Disque-Denúncia do Rio de Janeiro anunciou nesta quinta-feira (16) que aumentou de R$ 5 mil para R$ 10 mil a recompensa para quem prestar informações que ajudem na captura do traficante Fabiano Atanázio da Silva, o FB, um dos líderes da maior facção criminosa do Estado, o Comando Vermelho (CV).

Apontado como chefe do tráfico na favela Vila Cruzeiro, na Penha, na zona norte do Rio, FB conseguiu escapar do cerco policial montado durante a ocupação no Complexo do Alemão em novembro.

O traficante foi denunciado pelo Ministério Público Estadual suspeito de ser um dos mandantes da invasão ao morro dos Macacos, em Vila Isabel, na zona norte, em outubro de 2009. Na ocasião, um helicóptero da Polícia Militar foi derrubado a tiros e três policiais morreram.

No banco de dados do Disque-Denúncia já foram registradas 1141 denúncias sobre o FB.

A ONG também aumentou de R$ 3 mil para R$ 5 mil a recompensa por informações que colaborem com a prisão do traficante Paulo Roberto de Souza Paz, o Mica, que atua no Complexo da Penha. No banco de dados do serviço, há 470 denúncias contra Mica.

O Disque-Denúncia produziu folhetos com as fotos dos traficantes, que serão distribuídos pelo Exército nas comunidades do Complexo do Alemão. A ONG pede para quem tiver informações sobre os dois bandidos que ligue para o telefone (21) 2253-1177.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG