Engenheiro responsável pela intervenção está sendo procurado

Intensa nuvem de poeira gerada pelos desabamentos dos prédios pode ser vista de longe
AE
Intensa nuvem de poeira gerada pelos desabamentos dos prédios pode ser vista de longe
A obra que estava sendo realizada no prédio localizado no número 44 da Avenida Treze de Maio - que veio abaixo na noite de quarta-feira (25) no centro do Rio de Janeiro - não estava registrada no Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea-RJ). A informação foi confirmada pelo conselheiro do órgão, Antônio Eulálio Pedro, engenheiro civil especialista em estrutura.

Colabore: Envie seu relato sobre os desabamentos dos prédios no centro do Rio

Segundo ele, a empresa responsável pela intervenção também não estava cadastrada no Crea-RJ. O nome da companhia, no entanto, não foi divulgado e o engenheiro responsável pela obra está sendo procurado. Os trabalhos estavam sendo feitos em um dos últimos andares do edifício havia cerca de 15 dias.

A hipótese de uma explosão de gás ter sido a causa do desmoronamento foi descartada, já que o prédio caiu de cima para baixo. Em caso de explosão, segundo Antônio Eulálio Pedro, os destroços seriam arremessados para cima e para os lados. A hipótese de uma viga ter sido retirada está sendo investigada.

Assista: Vídeos mostram momentos após os desmoronamentos de prédios no Rio

O ator Aguinaldo Pereira, de 40 anos, foi entrevistado pelo iG na noite de quarta-feira e disse que viu uma obra no 16º andar .

"Quando estava indo embora, o elevador parou nesse pavimento e observei que ele inteiro estava em obras. Havia um enorme espaço vazio", disse Pereira. Segundo ele, as quatro colunas que sustentavam o andar teriam sido retiradas. O ator tinha saído do prédio por volta das 18h30, após pegar o óculos que havia encomendado a uma ótica que ficava no 18º andar.

Já o ajudante de obras, Alessandro dos Santos, de 31 anos, relatou ao iG nesta quinta-feira que trabalhava em obra no 9º andar . A intervenção era feita no turno da noite.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.