OAB-RJ pede reabertura das investigações do caso Lyda Monteiro

Ação foi apoiada por presidente geral da OAB durante ato que relembrou o assassinato de Lyda há 30 anos

iG Rio de Janeiro |

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ophir Cavalcante, apoiou nesta sexta-feira (27) a proposta do presidente da OAB do Rio de Janeiro, Wadih Damous, para que sejam reabertas as investigações sobre o atentado que matou Lyda Monteiro.

Marcos de Paula/ Agência Estado
Luiz Felippe Monteiro Dias, filho de Lyda Monteiro, e o presidente da OAB-RJ, Wadih Damous,durante ato que relembrou atentado
Lyda foi atingida por uma carta-bomba dentro da sala da Secretaria da Presidência do Conselho Federal da OAB, no Rio de Janeiro, há  trinta anos.

Na tarde desta sexta-feira, foi realizado um ato na OAB-RJ em homenagem à memória de Lyda Monteiro, juntamente com o presidente da OAB-RJ, Wadih Damous, e vários advogados.

Entre os presentes, também estavam familiares da então secretária da Ordem, como seu filho Luiz Felippe Monteiro Dias.

Damous pediu a total abertura dos arquivos do período da ditadura. No evento foi promovido um ato público em  para inaugurar uma placa alusiva ao episódio e em homenagem à Lyda.

    Leia tudo sobre: Lyda MonteiroOAB-RJ

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG