Após recontagem, número de desaparecidos sobe para sete

De acordo com bombeiros, trauma ocasionado nos corpos dificulta a localização

Bruna Fantti, iG Rio de Janeiro |

Celso Pupo/AE
Equipes de resgate trabalham em meio aos escombros

O Secretário Estadual de Defesa Civil e chefe do Corpo de Bombeiros, o coronel Sérgio Simões, afirmou no início da tarde deste sábado (28), que subiu para sete o número de corpos ainda não encontrados. Isso porque os bombeiros trabalham com informações repassadas pela Secretaria Municipal de Assistência Social, que por sua vez recebe informações de pessoas que reclamam por desaparecidos.

O oficial afirmou que, apesar de quase 90% do local do desabamento já ter sido revistado, a busca por corpos é dificultada devido ao estado dos mesmos. “É como se os corpos tivessem se mimetizado com os escombros. Eles se misturaram ao concreto, à lama, e isso dificulta o nosso trabalho”, disse o coronel. Ainda de acordo com Simões, dos 17 corpos já resgatados três vão precisar necessariamente de um exame de DNA para serem reconhecidos. Até o momento já foram retirados oito homens e seis mulheres, além de três pessoas cujo o sexo não pôde ser determinado.

    Leia tudo sobre: prédiodesabamentobuscasbombeiroscorposescombros

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG