Novo chefe da PM já acusou ex-secretário de favorecer traficantes

Erir Costa Filho afirmou em 2003 que Chiquinho da Mangueira pediu redução de operações em morro para não atrapalhar traficantes

iG Rio de Janeiro |

O coronel Erir Ribeiro Costa Filho é o novo comandante-geral da Polícia Militar do Rio de Janeiro. Ele substitui Mário Sérgio Duarte que pediu exoneração do cargo na noite da última quarta-feira (28). O anúncio feito na tarde desta quinta-feira (29) pelo secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame.

Erir ficou conhecido em 2003 quando comandava o 4º Batalhão (São Cristóvão). Na ocasião, ele acusou o então secretário estadual de Esportes, Francisco de Carvalho, o Chiquinho da Mangueira, de lhe pedir a redução no número de operações no morro da Mangueira, na zona norte, para não atrapalhar a venda de drogas na comunidade.

Chiquinho negou as acusações na época. Ele era um dos principais secretários do governo de Rosinha Garotinho e presidia também a Suderj (Superintendência de Esportes do Estado do Rio de Janeiro), órgão responsável pela administração do estádio do Maracanã.

Em 2006, Erir abriu nova polêmica na corporação. Na ocasião, ele encaminhou ofício à Corregedoria Geral Unificada (CGU) citando que o então comandante-geral, coronel Hudson de Aguiar Miranda, estaria manipulando o quadro de promoções para coronéis da  PM.

Erir se tornou coronel da PM em 2008. Nos últimos anos, o oficial foi comandante do Batalhão de Choque e do 2º Comando de Policiamento de Área (2º CPA), e ajudante-geral do Comando Geral da PM. Esteve à frente também do 14º BPM (Bangu, na zona oeste). Atualmente, estava lotado na Secretaria de Segurança Pública onde coordenava o Centro de Comando e Controle.

Ex-comandante da PM, o coronel Mário Sérgio Duarte, admitiu ter pedido exoneração por desgate com a prisão do tenente-coronel Cláudio Luiz de Oliveira, que é acusado de ser o mandante do assassinato da juíza Patrícia Acioli. Dias após a morte da magistrada, Duarte havia determinado a transferência de Oliveira do 7º Batalhão (São Gonçalo) para o 22º BPM (Complexo da Maré).

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG