'Nós fomos até o olho do furacão', diz PM ao voltar do confronto

Policiais dizem que foram recebidos a tiros de fuzis e metralhadoras

Flávia Salme, iG Rio de Janeiro |

Policiais militares que retornaram por volta de 17h desta quinta-feira (25) de uma incursão na Vila Cruzeiro contam que foram recebidos por cerca de 60 criminosos armados que portavam até metralhadora .30 e fuzis 7,62. 

O objetivo do grupo era impedir que os bandidos saíssem da favela e ocupassem as ruas do bairro de Olaria. “Nós fomos até o olho do furacão, mas eles ficaram lá, não conseguiram sair do morro”, disse um PM que avançou contra o grupo dentro de um veículo blindado da polícia militar, conhecido como Caveirão.

Um outro agente, integrante da tropa contou que fez o percurso a pé. O grupo tinha vinte policiais que integram a tropa de infantaria do Batalhão de Choque (BPchoque).

O PM diz que percorreu cerca de um quilômetro para dentro da favela. “Chegamos até o Ciep da Vila Cruzeiro. A troca de tiros foi muito intensa, mas ninguém se feriu. O objetivo foi cumprido, os caras estão encurralados."

Embora a situação esteja mais calma na porta do 16ºBPM (Olaria), cujos fundos fazem fronteira com a favela, ainda é possível ouvir disparos dos traficantes. Moradores que circulam no local dizem que estão com medo de andar pelas ruas do bairro até chegar em casa.

    Leia tudo sobre: OPERAÇÕESPMvila cruzeiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG