No Rio, sistema de alerta para chuvas terá operação manual

Regiões terão monitoramento 24h; se houver ameaça de desabamento, sirenes serão acionadas do Centro de Operações da Prefeitura

Flávia Salme, iG Rio de Janeiro |

As sirenes que o prefeito Eduardo Paes promete instalar nas áreas de risco do Rio de Janeiro para alertar moradores sobre temporais terão operação manual. Quando for necessário, elas serão acionadas por técnicos de plantão no Centro de Controle da Prefeitura. A previsão é que o primeiro equipamento esteja instalado no Morro do Borel, na Tijuca (zona norte) nesta sexta-feira (21).

A Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil, que será a responsável pela operação do sistema, informa que a decisão de tocar o alarme caberá a técnicos da Defesa Civil municipal que trabalharão em conjunto com profissionais do serviço de meteorologia da cidade, o Alerta Rio. Juntos eles vão monitorar o índice pluviométrico e, com base no mapeamento das áreas de risco, tomarão a decisão sobre o melhor momento para avisar aos 72 mil moradores que vivem em áreas perigosas de que é hora de deixar suas casas.

De acordo com a Prefeitura, as equipes responsáveis pela instalação e operação do serviço trabalham agora para estabelecer um prazo para que as 60 sirenes prometidas por Paes sejam instaladas. Por enquanto não há data definida.

Apesar da promessa da Prefeitura de instalar o primeiro equipamento na sexta-feira, a equipe de Paes não informou se as sirenes foram compradas nem o modelo que será usado. A Secretaria de Saúde e Defesa Civil disse que não foi responsável pela compra, bem como a Secretaria Municipal de Obras, responsável pela Geo-Rio (Fundação Instituto e Geotécnica).

No Fincon ( sistema de monitoramento contábil da prefeitura ) consta autorização, em 2010, de R$ 3,2 milhões para o Sistema Alerta Rio, dos quais já foram pagos R$ 2,4 milhões. O dorçamento executado inclui a compra de um novo radar meteorológico - que começou a funcionar em dezembro - capaz de captar mais rapidamente a chegada de temporais. Para este ano, a Ploa 2011 ( Proposta de Lei Orçamentária Anual ) indica que o sistema Alerta Rio já conta com R$ 960 mil para o serviço de meteorologia municipal, de acordo com informações do gabinete da vereadora Andréa Gouvêa Vieira.

Além das sirenes, a prefeitura diz que treinou 1.875 agentes comunitários para agir em caso de deslizamento de terra. Eles receberam celulares pelos quais vão receber mensagens SMS com os alertas da Defesa Civil.

    Leia tudo sobre: chuvassistema de alertasirenesmorro do borel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG