No dia em que ocupação faz 1 ano, homem é morto no Complexo da Penha

Vítima foi assassinada com vários tiros na comunidade Caixa D´Água

iG Rio de Janeiro |

No dia em que se completa um ano do início da ocupação nos complexos do Alemão e da Penha, na zona norte do Rio de Janeiro, um homem foi assassinado com vários tiros de pistola na comunidade Caixa D´Água, na Penha, na zona norte do Rio de Janeiro, na tarde desta sexta-feira (25). As informações foram passadas pela assessoria de comunicação da Força de Pacificação do Exército.

Leia também : Policiamento é reforçado no Alemão após soldado ser ferido

O homem morto foi identificado como Manoel Paulino da Silva. Ele foi assassinado em um beco. Ainda não há pistas sobre os motivos do crime. O Exército afirmou que não houve tiroteio com militares no episódio.

No dia 25 de novembro do ano passado, os militares começaram a percorrer vielas do Complexo da Penha usando tanques de guerra. Na ocasião, vários bandidos fugiram da Vila Cruzeiro, na Penha, em direção ao Alemão. No dia 28, os dois complexos foram tomados definitivamente.

O assassinato de Manoel ocorreu horas depois de um confronto envolvendo militares da Força de Pacificação e traficantes na localidade conhecida como Pedra do Sapo, no Alemão. Um soldado acabou atingido no braço.

Hoje, o ISP (Instituto de Segurança Pública) divulgou que, no primeiro ano de ocupação dos dois complexos, houve uma queda no número de registros de homicídios nas regiões policiadas pela 22ª Delegacia de Polícia (Penha), 38ª DP (Brás de Pina) e 44ª DP (Inhaúma), que investigam crimes nos dois conjuntos de favelas.

Segundo as estatísticas, houve 110 homicídios entre os dias 28 de novembro do ano passado e a última quarta-feira (23) contra 121 no período entre 28 de novembro de 2009 e 27 de novembro de 2010.

A presença do Exército no Alemão e na Penha foi prorrogada até junho do ano que vem. A expectativa é que, após isso, seja iniciada a implantação de UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) nos dois complexos.

    Leia tudo sobre: assassinatocomplexo da penhapacificação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG