"Não deixo o meu marido por nada", diz mulher acampada em frente a quartel

Solidárias aos maridos bombeiros presos, três mulheres acampam em frente de unidade em Niterói

Flávia Salme, iG Rio de Janeiro |

Flávia Salme/iG
Três mulheres de bombeiros presos acamparam em frente de quartel em Niterói
Patrícia, Marina e Kelly não se conheciam até o último sábado (4), mas tinham algo em comum: são casadas com bombeiros presos após invadirem o Quartel-Central da corporação, no centro do Rio de Janeiro, na sexta-feira passada (3).

Elas disseram que, embora civis, também foram presas. Chegaram a ser levadas para o quartel de Niterói, onde os maridos estão detidos, e receberam kit com escova de dente, sabonete e colchonete.

"Quando souberam que éramos civis, nos liberaram. Mas eu não largo o meu marido por nada", disse a dona de casa Patrícia da Conceição dos Santos, que se uniu a duas novas amigas na praia de Charitas, em Niterói.

Patrícia tem 42 anos e três filhos. Desde o último domingo (5), deixou o bairro de Benfia, na zona norte do Rio, para dormir em uma barraca de camping em frente ao quartel onde o marido está preso.

"Quando ocorreu a tragédia da região serrana, meu marido saiu para trabalhar, foi como voluntário. Ficou dias fora de casa e voltou acabado, todo sujo de lama. No fim, ele é preso porque quer um salário melhor", protesta ela.

Solidária na ação, a psicóloga Marina Gomes, de 27 anos, também decidiu montar acampamento para não sair de perto do marido. Ela trabalha durante o dia e a noite dorme em frente ao quartel.

"Meu marido ama salvar vidas. Já pedi para ele fazer tarefas burocráticas e ele brigou comigo. Gosta muito do que faz. Eu estou ao lado dele".

Kelly Richer que acompanha o grupo deixou a barraca nesta sexta-feira após o anúncio de que os bombeiros serão soltos. A expectativa é que eles deixem o quartel por volta das 17h.

Como faz muito frio no Rio de Janeiro, as três acampadas disseram que tiveram dificuldades para dormir na barraca e que reduziram a ingestão de líquidos para não precisarem ir ao banheiro.

    Leia tudo sobre: bombeiros presosquartel Niterói

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG