Multidão lota comércio popular do Rio de Janeiro

Expectativas dos lojistas é de aumento de 10% a 13% nas vendas do Dia das Crianças deste ano em comparação com 2009

Agência Brasil |

Nem a chuva fina no centro da cidade do Rio de Janeiro foi capaz de espantar os milhares de consumidores que lotaram neste sábado as ruas da Sociedade de Amigos das Adjacências da Rua da Alfândega (Saara), principal área de comércio popular carioca. Muitas pessoas enfrentaram as lojas cheias em busca de presentes para o Dia da Criança, que se comemora na terça-feira (12).

Futura Press
Mulher enche saco de compras em loja do Saara, neste sábado

Foi o caso de Gicele Costa da Silva, que foi ao Saara com seus dois bisnetos. “Estou procurando o brinquedo que a minha bisneta quer, uma casa de bonecas, e meu bisneto quer um posto de brinquedo. Eu já tinha vindo aqui durante a semana e encontrado os brinquedos, mas hoje vim para comprar mesmo”, disse.

O gerente de uma loja de brinquedos do Saara, Cléber Francisco, disse que espera que as vendas deste ano superem as do Dia da Criança do ano passado. “Hoje o movimento está demais. Durante a semana, por causa da greve dos bancos, o movimento estava devagar. Mas de quinta-feira para cá o movimento aumentou. Hoje a gente está vendendo muito brinquedo. Os preços estão ótimos, tem promoções boas, parcelamentos, três vezes sem juros. No ano passado já vendemos muito. Espero que este ano a gente venda o dobro.”

As lojas estarão abertas também na segunda-feira (11). O presidente do Saara, Ênio Bittencourt, disse que espera fechar o Dia da Criança deste ano com um aumento de 10% a 13% nas vendas em relação ao ano passado. “A greve dos bancos atrapalhou as vendas. Mas as lojas estão fazendo de tudo para facilitar, aceitando cartões, dando mais prazo para pagar”, afirmou.

A movimentação no Camelódromo da Uruguaiana, mercado popular que fica ao lado do Saara, também era grande na manhã de hoje. Motoristas que tentavam encontrar vagas nas ruas do centro por volta das 10h da manhã deste sábado tiveram dificuldades.

    Leia tudo sobre: comérciodia das criançascompras

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG