Multidão lota as areias de Copacabana para o réveillon

Expectativa é de que cerca de 2 milhões de pessoas assistam aos shows e à queima de fogos na orla

Anderson Dezan, iG Rio de Janeiro |

Milhares de pessoas lotam no início da noite desta sexta-feira (31) as areias da praia de Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, para comemorar a chegada de 2011. A expectativa é de que cerca de 2 milhões de pessoas assistam à queima de fogos. Além do tradicional show pirotécnico e das apresentações de artistas consagrados, a festa deste ano terá o lançamento da logo das Olimpíadas Rio 2016, às 22h.

Empolgados com toda a produção, os bioquímicos Guilherme Lino, 50 anos, e Patrícia Odila, 47 anos, chegaram de Natal, no Rio Grande do Norte, na quinta-feira (30) e estão ansiosos para ver de perto o que sempre assistiram pela TV.

"A expectativa para a queima de fogos são as melhores possíveis, porque essa cidade é maravilhosa", disse ele. Casados há dez anos e pais de dois filhos, eles contaram que além da virada do ano vieram para uma segunda lua-de-mel. "Tudo pra gente é novidade, porque sempre passávamos o ano-novo na casa de parentes. Dessa vez vamos começar o ano renovando nosso casamento”.

George Magaraia
Guilherme e Patrícia, de Natal, vão assistir de perto os fogos de Copacabana pela primeira vez

Para garantir o espetáculo, onze balsas com fogos de artifício – três a mais que no último réveillon – já estão estacionadas no mar a 400 metros da faixa de areia, por medidas de segurança. As embarcações estão espalhadas lado a lado ao longo da orla. Essa disposição, segundo os organizadores, irá proporcionar ao público uma melhor visualização do show pirotécnico.

A previsão é de que o espetáculo de fogos no céu de Copacabana dure cerca de 20 minutos. Para isso, cada balsa conta com 1.200 bombas cada, totalizando 20 toneladas de fogos de artifício.

George Magaraia
Edson e Elis vieram de Franca, no interior de São Paulo, e querem pedir um 2011 melhor
Pela primeira vez na cidade, o casal de professores Edson Silva, 27 anos, e Elis Branquinho, 25 anos, veio de Franca, no interior de São Paulo, e não vê a hora da meia-noite chegar. Depois de dez horas de viagem eles chegaram ao Rio nesta manhã e já estão na praia.

“Espero que seja muito bom. O clima por si só já compensa, já que o espaço é muito propício para essa festa”, disse Elis. Além de aproveitar a festa, Edson quer cumprir um ritual na virada do ano. "Vou pular sete ondas e pedir um 2011 melhor, porque 2010 não foi tão bom. Tive o carro roubado e quebrei o braço” , contou.

Há uma expectativa de que o público se surpreenda antes mesmo da virada do ano. Faltando cinco minutos para a meia-noite, luzes pulsantes e raios laser irão iluminar toda a orla de Copacabana. A estrutura necessária para esse espetáculo inédito está montada em torres espalhadas pelo calçadão, com canhões de luz que têm alcance de até três quilômetros.

Entre o espetáculo de laser e a queima de fogos, um blecaute de poucos segundos deixará a praia às escuras – aumentando ainda mais a expectativa do público. Um forte esquema de segurança montado pela Polícia Militar, no entanto, promete não deixar os presentes apreensivos com o mini apagão.

De acordo com a PM, para a segurança em Copacabana, foram escalados 1.350 agentes em 131 viaturas. Destes, 421 policiais circulam a pé, principalmente na Avenida Atlântica. Ao longo da praia foram instaladas ainda 30 torres de observação e apoio – metade na areia e a outra no calçadão. O forte esquema é comandado pela primeira vez por uma mulher, a tenente-coronel Cláudia Lovain.

Olimpíadas e shows

Ag.News
No início da noite, ainda com o dia claro por causa do horário de verão, o show de Alcione atraiu um grande público em Copacabana
Para garantir a animação do público nas areias de Copacabana, a Prefeitura do Rio montou quatro palcos em diferentes pontos do calçadão. No principal, situado em frente ao Hotel Copacabana Palace, a programação conta com Alcione, Daniela Mercury e Zeca Pagodinho.

Pela quinta vez no réveillon de Copacabana, a secretária Luciana Ribeiro, 27 anos, veio de Cataguases, Minas Gerais, e não vê a hora de assistir ao show de Zeca Pagodinho, seu grande ídolo. Mas, além da apresentação, os fogos também são muito esperados pela mineira, que disse ter se surpreendido com a organização da festa este ano. “Este é o melhor réveillon em que eu já estive, não tem outro igual. E este ano me impressionou ainda mais a organização. Pela primeira vez não peguei muito trânsito para chegar aqui”, garantiu.

George Magaraia
A mineira Luciana Ribeiro (loira à direita) vai passar a virada do ano no Rio pela quinta vez. "Não tem outro réveillon igual"
No palco em frente à rua Santa Clara., o show da cantora Sandra de Sá é o mais aguardado. Os presentes podem conferir ainda a programação nos pontos do Leme e na altura da rua Xavier da Silveira. Para garantir a qualidade dos shows, todos os palcos contam com telões de alta definição de 120 metros quadrados e 40 torres de som foram espalhadas pela orla da praia.

Outra atração da noite, o lançamento da logo olímpica Rio 2016 será feito através de um painel de LED, com 150 metros quadrados, em frente ao Hotel Copacabana Palace. Em paralelo, três infláveis, semelhantes a um telão de projeção com 237 metros quadrados, surgirão em meio ao público, também apresentando a marca de ambos os lados. Os infláveis vão estar localizados na altura das ruas Duvivier e Belford Roxo e em frente ao palco da rua Santa Clara.

Além disso, por alguns minutos, serão abertos três bandeirões com a logomarca - cada qual com 1.200 metros quadrados. Dois entre as ruas Rodolfo Dantas e Ronald de Carvalho e um em frente ao palco da rua Santa Clara.

Atendimento médico


Por causa do réveillon, a Secretaria Municipal de Saúde montou um esquema especial de atendimento na orla de Copacabana. Seis postos de atendimento estão à disposição do público, com 140 profissionais de saúde, sendo 62 médicos. Os postos contam com 66 leitos, 14 a mais do que o oferecido no ano passado.

Para os casos mais graves, 56 ambulâncias UTIs estão de prontidão, caso haja a necessidade de remoção. As unidades estão estacionadas em frente ao antigo hotel Méridien (10 leitos), na altura das ruas Duvivier (12 leitos), Rodolpho Dantas (12 leitos) e Fernando Mendes (10 leitos), em frente ao hotel JW Merriot /Santa Clara (10 leitos) e entre as ruas Xavier da Silveira e Bolívar (12 leitos).

    Leia tudo sobre: réveillonano-novoCopacabanaRio de Janeiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG