Crime aconteceu em São Gonçalo. Sequestradora se identificou como pediatra

Imagens flagraram a movimentação da suspeita entrando e saindo do hospital
Marcelo Piu/Agência O Globo
Imagens flagraram a movimentação da suspeita entrando e saindo do hospital
Uma mulher, fingindo ser médica, sequestrou um bebê de apenas um dia de vida de dentro do Hospital São José dos Lírios, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro, na noite da última sexta-feira (22).

A sequestradora entrou no quarto onde o bebê estava acompanhado da mãe e disse que era uma pediatra que levaria a criança para fazer exames do pezinho, do olhinho e da orelhinha.

Imagens do circuito interno de TV do hospital mostraram a suspeita entrando em um elevador com duas bolsas por volta das 19h. Quinze minutos depois, a mesma mulher, vestida de branco, é vista deixando a unidade de saúde.

Pelas imagens, os pais do bebê reconheceram a suspeita. A menina sequestrada chama-se Ayana Milla. As gravações serão entregues à polícia.

Segundo a diretora do hospital, Alice Diniz, a sequestradora entrou no hospital e apresentou uma carteira falsa com o nome fictício de Taisa Kesya. A suspeita disse que iria atender um paciente no terceiro andar e teve a entrada autorizada.

Alice afirmou ao iG ter informações de que a suspeita comprou o disfarce de médica (o jaleco branco e o estetoscópio) em uma loja que vende material hospitalar na cidade. A compra foi feita com cartão de crédito e essa informação está sendo rastreada pela polícia.

A polícia tem informações de que, antes de sequestrar a menina, a suspeita tentou raptar uma criança em dois outros hospitais em São Gonçalo mas não conseguiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.