MP-RJ denuncia envolvidos em caso de morte de menina

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) ofereceu hoje denúncia contra a médica Sarita Fernandes Pereira no inquérito que investiga a morte de uma criança de 5 anos

AE |

selo

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) ofereceu hoje denúncia contra a médica Sarita Fernandes Pereira no inquérito que investiga a morte de uma criança de 5 anos. A menina faleceu após ter sido atendida por um falso médico no dia 13 de agosto.

Sarita foi denunciada por homicídio doloso de forma omissiva e estelionato, além de participação nos crimes de exercício irregular da Medicina resultando em óbito, falsificação de documentos e tráfico ilícito de entorpecentes.

O estudante Alex Sandro da Cunha Souza - que atendeu e receitou medicamento à menina - também foi denunciado pelos crimes de exercício ilegal da profissão por todos os atendimentos que realizou como plantonista e também pelos crimes de estelionato, falsificação e uso de documentos e tráfico ilícito de entorpecentes.

O MP-RJ solicitou ainda à Justiça que a prisão temporária já decretada seja convertida em prisão preventiva para os dois denunciados. A pena de Sarita pode chegar a 20 anos de prisão e a do falso médico a 10 anos, se condenado.

Histórico

Joanna foi internada no Hospital Rio Mar, na Barra da Tijuca. Sarita era médica plantonista, responsável pelo atendimento de emergência pediátrica da paciente. A polícia investiga se a menina, que estava sob a guarda do pai, foi vítima de maus tratos. Ela chegou na unidade sofrendo convulsões e com hematomas no corpo. Alex teria atendido a menina sem acompanhamento profissional.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG