MP denuncia miliciano Batman por homicídio no Rio

Outros três integrantes da quadrilha conhecida como Liga da Justiça vão responder pelo mesmo crime

iG Rio de Janeiro |

O Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro ofereceu denúncia nesta terça-feira contra o suposto miliciano Ricardo Teixeira Cruz, conhecido como Batman, por homicídio duplamente qualificado, por motivo torpe e sem possibilidade de defesa da vítima. Outras três pessoas, que também seriam integrantes da quadrilha conhecida como Liga da Justiça, que atua na zona oeste da capital fluminense, vão responder pelo mesmo crime. Eles foram identificados como o policial militar Carlos Ari Ribeiro, o Carlão, Ricardo Coelho da Silva, o Cadinho ou Cara Torta, e Maciel Valente de Souza, o Zacarias. O Juízo do 3º Tribunal do Júri decretou ontem (26) a prisão preventiva dos acusados e expediu mandados de busca e apreensão.

Segundo investigações da polícia, os quatro denunciados estão envolvidos no assassinato de Alexandre Luiz Pinheiro Gouvêa, o Dentão, morto no dia 13 de março de 2009 em uma área comercial de Campo Grande, na zona oeste. De acordo com o Ministério Público, Gouvêa trabalhava como segurança de alguns estabelecimentos e era considerado um obstáculo à atuação da milícia na área.

O assassinato teria sido executado por Cadinho em frente ao mercado Mundo Azul. Carlão teria dado apoio à Cadinho e Zacarias agiu para evitar que os bandidos fossem presos ao deixarem o local do crime, além de organizar a ação e apagar vestígios como o sangue que sujou a arma usada no homicídio. Batman seria o mandante do crime.

Ainda segundo o Ministério Público, o assassinato foi descoberto através de gravações telefônicas interceptadas pela polícia com autorização da Justiça. Dos quatro denunciados, três estão presos. Apenas “Cadinho”, contra quem já há outra ordem de prisão preventiva, está foragido. Policiais da 35ª DP (Campo Grande) apreenderam hoje um computador e duas garruchas na casa da namorada do policial militar o Carlão.

    Leia tudo sobre: Milíciacrimeassassinatobatman

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG