Motoristas de ônibus de Niterói e São Gonçalo entram em greve à meia-noite

Categoria exige aumento salarial de 16% mas empresas ofereceram apenas 10%

iG Rio de Janeiro |

Os rodoviários de Niterói e São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro, decidiram entrar em greve a partir da meia-noite desta quinta-feira (29) por tempo indeterminado.

A categoria quer aumento salarial de 16%, o fim da dupla função, reajuste de 50% no valor da cesta básica e o fim da função de motorista júnior. Segundo representantes dos rodoviários, as empresas de ônibus teriam oferecido 10% de aumento e 25% de reajuste da cesta básica, o que foi recusado pelos trabalhadores.

Além de Niterói e São Gonçalo, param também os rodoviários das cidades de Tanguá, Maricá e Itaboraí, que são vinculados ao mesmo sindicato.

Em nota, o Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro (Setrerj) informou que obteve medida cautelar expedida pela Desembargadora Mery Bucker Caminha, do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região, determinando que o Sindicato dos Rodoviários de Niterói e Região mantenha pessoal disponível para a operação de 40% da frota de ônibus durante a greve. O não cumprimento da ordem judicial será punido com multas diárias de cem mil Reais.

A nota explicou que o entendimento da magistrada é que a paralisação traz risco para a ordem social, com eliminação do direito de ir e vir de diversos trabalhadores, sem que a greve tenha sido decidida plenamente pela categoria dos rodoviários.

No comunicado, o Setrerj informou que vinha mantendo negociações para o dissídio da categoria desde o início do mês, com uma oferta de reajuste salarial de 10%, e de 25% na cesta básica, além da manutenção da gratuidade nos transportes para a categoria e da ajuda de custo para a compra de uniforme.

A concessionária Barcas S/A informou que, em razão da greve, vai operar com viagens extras para atender um possível aumento na demanda.

    Leia tudo sobre: greve de onibusRioNiterói

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG