Morre bebê que teve perna amputada após cirurgia no Rio

As causas da morte serão identificadas pelo Instituto Médico Legal

iG Rio de Janeiro |

Morreu no início da manhã desta quinta-feira (5) a bebê que teve a perna amputada em março após uma queimadura com bisturi durante uma cirurgia. A menina passou mal durante a madrugada e foi levada por familiares por volta das 6h à Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Sarapuí, no município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, mas não resistiu e morreu.

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde informou que a criança já chegou morta à UPA. Os médicos ainda tentaram reanimá-la, mas obtiveram sucesso. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal para necropsia, que vai identificar a causa da morte.

Kamyle Vitória do Nascimento foi operada em março, quando tinha 16 dias, no Instituto Fernandes Figueira (IFF). A operação foi realizada para implantar uma válvula de drenagem com o intuito de amenizar os efeitos da hidrocefalia – doença que se caracteriza pelo acúmulo de líquido no cérebro.

Durante o procedimento, uma placa do bisturi elétrico foi apoiada sobre a perna da criança e lhe causou uma grave queimadura. A lesão comprometeu a circulação sanguínea do membro, que teve de ser amputado.

Uma sindicância foi aberta pelo Conselho Regional de Medicina (CRM) para investigar as causas do ocorrido. O caso foi registrado como lesão corporal na 9ª DP (Catete) , após queixa da família.

    Leia tudo sobre: bebêperna amputadaqueimadura

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG