Milícia explora areais nas margens do rio Guandu, diz governo fluminense

Cinco pessoas foram presas durante operação policial na região. Guandu é um dos principais rios do Estado

iG Rio de Janeiro |

Cinco pessoas foram presas nesta quinta-feira (25) durante uma operação conjunta das polícias Civil e Militar e do Inea (Instituto Estadual do Ambiente) para combater a instalação irregular de areais às margens do rio Guandu, no município de Seropédica, na Baixada Fluminense. Os areais, segundo o secretário estadual do Meio Ambiente, Carlos Minc, eram explorados por milícias.

Denúncias recebidas pela polícia indicam que grupos armados estão expulsando produtores rurais da região para a expansão dos areais. O rio Guandu é um dos principais do Estado e suas águas abastecem grande parte da população da capital fluminense.

Alguns suspeitos de atuar nos areais fugiram quando avistaram o helicóptero da Polícia Civil. Segundo Carlos Minc, nove areais foram embargados e cinco escavadeiras foram apreendidas.

"Aqui deve ter uns 300 areais. Alguns são legalizados, mas a maioria é completamente ilegal. Quando areal um é legalizado, ele é obrigado a recuperar a área. A região virou uma cratera lunar, um verdadeiro queijo suíço", disse.

Segundo a Secretaria do Meio Ambiente, será feito um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) com areais que atuam de forma regular para recuperar áreas, estipular preço para a areia e combater invasões e ameaças.

    Leia tudo sobre: milíciaexploração de areaisrio Guandu

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG