Segundo produtora do cantor, médicos identificaram que ele apresenta uma infecção. Nova bateria de exame nos próximos dias

MC Marcinho, 34 anos, foi internado esta tarde no Hospital Quinta D'Or, no Rio
Reprodução da internet
MC Marcinho, 34 anos, foi internado esta tarde no Hospital Quinta D'Or, no Rio
O funkeiro Márcio André Nepomuceno Garcia, o MC Marcinho, autor de “Glamurosa”, deixou a Unidade de Terapia Intensiva e foi transferido para o quarto, na tarde deste domingo (22), no Hospital Quinta D’Or, em São Cristóvão (zona norte do Rio).

Segundo a produção do funkeiro, os médicos identificaram que ele apresenta uma infecção, mas ele fará outra bateria de exame para saber aonde ela começou. Desde a manhã deste domingo, MC Marcinho não apresenta febre. Por esse motivo, ele recebeu a visita de familiares.

O cantor foi internado às 12h20 de sábado (21), com problemas respiratórios e febre. De acordo com nota em seu site oficial, na quinta-feira (19) o músico já tinha passado mal e procurou um médico. Após exames, o profissional lhe recomendou internação.

“Por conta da agenda de shows do final de semana ele pediu que receitasse algo para medicar-se em casa, buscando repouso durante o dia. Desde então Marcinho fez shows com muita dificuldade. Quem foi, percebeu!”, diz a nota.

Não há previsão de alta, e a agenda do artista está suspensa.

O cantor tem 34 anos e é casado com Kelly Garcia. Ele é, desde a década de 1990, um dos mais importantes funkeiros do Rio de Janeiro, e é autor de músicas como Glamurosa, Escrito para as Princesas e Rap do Solitário.

Funkeiro sobreviveu a acidente com dois mortos, em 2006


Em 2006, ele sofreu um acidente de carro na rodovia Presidente Dutra, na altura de Nova Iguaçu, a caminho de Penedo, onde faria um show. O motorista perdeu o controle da van onde ele viajava com sua equipe e o carro bateu violentamente contra um ônibus parado no acostamento. Na ocasião, o motorista da van, Eduardo Vieira Gomes e o DJ João Carlos Garcia, primo de Marcinho, morreram.

O funkeiro teve fraturas em uma das pernas e perda óssea, tendo sido submetido a cirurgia. Ele ficou no Hospital Getúlio Vargas, do Estado, e foi depois transferido para o mesmo Quinta D’Or onde está novamente internado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.