Estudante Luan Gomes Cruz, de 13 anos, voltou para casa hoje. Cinco permanecem internados.

Missa de sétimo dia em homenagem às vítimas do massacre em escola de Realengo
Jadson Marques/Agência O Globo
Missa de sétimo dia em homenagem às vítimas do massacre em escola de Realengo
Baleado durante o massacre na Escola Municipal Tasso da Silveira, na semana passada, o estudante Luan Gomes Cruz, de 13 anos, recebeu alta nesta quarta-feira (13) do Hospital Universitário Pedro Ernesto, em Vila Isabel, na zona norte do Rio de Janeiro. O ataque deixou 12 alunos mortos.

Cinco sobreviventes ainda permanecem internados. Um estudante de 13 anos, que está internado no Hospital de Saracuruna, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, continua em estado grave. Ele respira com auxílio de aparelhos. Na mesma unidade, está uma aluna da mesma idade, que tem quadro estável.

No Hospital Alberto Torres, um adolescente de 14 anos, continua internado mas passa bem. No Albert Schweitzer, em Realengo, na zona oeste, há dois estudantes. Um deles, de 14 anos, tem quadro de saúde regular. O outro, de 12, vem apresentando melhoras mas não tem previsão de alta.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.