Mãe que teve bebê sequestrado reencontra filha

As duas deixaram a maternidade em São Gonçalo na manhã deste domingo

iG Rio de Janeiro |

Urbano Erbiste/Agência O Globo
Eliza da Silva Barbosa segura a filha no colo após o sequestro
Sequestrada na noite da última sexta-feira (22) de um hospital particular em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro, a menina Ayana Milla deixou a maternidade na manhã deste domingo (24) na companhia da mãe, Eliza da Silva Barbosa, que recebeu alta. As duas foram para a casa da família, em Inhaúma, na zona norte da capital

Autora do crime, Tanit Cardoso Peixoto, de 27 anos, irá responder por sequestro, segundo o delegado que cuida do caso, Geraldo Assed Estefan. Ele disse que vai apurar se a jovem agiu com a ajuda de alguém.

Tanit está presa na 73ª DP de Neves e deve ser transferida ainda nesta tarde para a Polinter de Magé.

"Ela se diz arrependida e afirma que o motivo do rapto foi o fato de querer ter ruma filha menina”, afirmou o delegado. Segundo ele, a mãe já reencontrou a filha. “A menina foi entregue a ela de madrugada no hospital”, disse o delegado.

Tanit se apresentou com o bebê na delegacia de Cordeiro, no interior fluminense. A criança foi entregue à mãe durante a madrugada.

O sequestro

Fingindo ser médica, Tanit sequestrou Ayana, então com um dia de vida. Ela entrou no quarto onde o bebê estava acompanhado da mãe e disse que era uma pediatra que levaria a criança para fazer exames do pezinho, do olhinho e da orelhinha.

Imagens do circuito interno de TV do hospital mostraram a suspeita entrando em um elevador com duas bolsas por volta das 19h. Quinze minutos depois, a mesma mulher, vestida de branco, é vista deixando a unidade de saúde. Pelas imagens, os pais do bebê reconheceram a suspeita.

Urbano Erbiste/Agência O Globo
Eliza deixa o hospital ao lado da filha

    Leia tudo sobre: sequestrobebêhospitalRio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG