Mãe acusada de queimar filho com colher é presa no Rio

Ferimento foi feito no rosto, próximo ao olho. Mulher se mostrou arrependida

iG Rio de Janeiro |

Uma mulher de 28 anos foi presa na madrugada desta quarta-feira (26), acusada de queimar o rosto do próprio filho de 9 anos com uma colher quente. A agressão ocorreu na semana passada no bairro de Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Leia também: Mulher torturava filhos com borracha que liga fogão a botijão de gás

A prisão temporária de Ana Paula Oliveira da Silva foi decretada pelo plantão judiciário do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ). O delegado Rafael Stambowsky, da 33ª DP (Realengo), disse ter ficado indignado com o caso e, por isso, foi pessoalmente ao TJ solicitar a prisão da suspeita.

A queimadura, feita próximo ao olho direito da criança, foi percebida por funcionários de uma escola municipal onde o garoto estuda. Ao ser detida por policiais civis, Ana Paula se mostrou arrependida e não esboçou qualquer reação à prisão.

A agressão teria sido cometida em um momento de descontrole da suspeita após o suposto furto do celular de um vizinho cometido pelo filho. Como castigo, ela aqueceu a colher na cozinha e provocou o ferimento.

Ela foi atuada pelo crime de tortura, agravado pelo fato da vítima ser uma criança. A suspeita deve ser encaminhada ainda hoje para uma carceragem da Polinter. O menino foi entregue aos cuidados da avó.

*com informações da Agência Estado

    Leia tudo sobre: agressãotorturaviolência contra menor

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG