Lula diz que operação é um sucesso e vai visitar Alemão

Presidente afirma que operação não terminou, apenas começou. "A mensagem é de otimismo e esperança para as comunidades", diz

Agência Brasil |

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, nesta segunda-feira, que a operação contra o narcotráfico no Rio de Janeiro é um sucesso, mas que ainda não terminou, apenas começou. Nesta segunda-feira, cerca de 180 homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope) fazem vistorias no Complexo do Alemão com o objetivo de encontrar armas e drogas escondidas, além de possíveis criminosos refugiados.

Em seu programa semanal Café com o Presidente, ele cumprimentou o governador do Estado, Sérgio Cabral, e adiantou que deve visitar o Complexo do Alemão – área ocupada no domingo pela polícia.

“Nós não sabemos ainda se todos os bandidos fugiram, se há muitos lá dentro, se estão escondidos. De qualquer forma, nós demos o primeiro passo – entramos dentro do Complexo do Alemão”, disse. “Eu quero reiterar hoje o que eu disse na sexta-feira: o que o Rio de Janeiro precisar para que a gente acabe com o narcotráfico, o governo federal está disposto a colaborar”, completou.

Lula lembrou que a primeira ligação do governador veio na segunda-feira da semana passada, pedindo o apoio da Polícia Rodoviária Federal. Logo em seguida, vieram solicitações de envio de homens da Polícia Federal e das Forças Armadas ao Estado.

"A mensagem deixada pelo presidente é de “otimismo e esperança” para as comunidades do Rio, além de muita tranquilidade. Fica demonstrado que, com a união entre governo federal, governo estadual e os órgãos de inteligência das polícias, as coisas funcionam. Quando ficamos disputando entre nós quem é mais bonito, quem é melhor, o povo paga o prejuízo”, concluiu.

Paes agradece reconquista

Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro, agradeceu, em nota, a reconquista pelas forças de segurança do estado, em parceria com as tropas federais, de duas importantes comunidades do Rio – os complexos do Alemão e da Penha – que, por tantos anos, viveram sob o domínio de marginais.

O prefeito disse que o município prepara um mutirão de serviços e um conjunto de projetos para a região, que vão melhorar a prestação de serviços e obras de urbanização para os moradores.

“Vamos apresentar esse nosso plano e aguardamos apenas o comando do secretário Beltrame para iniciarmos essa invasão de serviços, que será permanente e sem limites de recursos da prefeitura para garantir condições de vida mais dignas à população dessas comunidades”, afirmou.

Paes disse que as ações da Secretaria de Segurança Pública, ao longo de toda a semana, demonstraram o grau de planejamento e integração com que o governo estadual tem combatido a criminalidade, combinando reações firmes, estratégias e políticas de pacificação.

“Estou muito orgulhoso, como prefeito e carioca, por esse momento histórico, que significa a libertação de milhares de pessoas de bem que eram reféns de criminosos covardes. Significa a refundação de partes da cidade, com a presença do Estado em territórios onde, durante anos, se fez presente um poder paralelo”, afirmou o prefeito na nota.

*Com informações do iG São Paulo

    Leia tudo sobre: invasãomorro do alemãolula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG