Lula diz que massacre no Rio foi ato de psicopata

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva qualificou como barbaridade o massacre ocorrido quinta-feira na Escola Municipal Tasso da Silveira, na zona oeste do Rio de Janeiro

AE |

selo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva qualificou como barbaridade o massacre ocorrido quinta-feira na Escola Municipal Tasso da Silveira, na zona oeste do Rio de Janeiro. Para Lula, o responsável pela morte de 11 crianças, Wellington Menezes de Oliveira, seria "psicopata", porque o crime foi ato premeditado.

"Isso é uma coisa impensável. Não posso imaginar que um ser humano tenha coragem de sair de casa e praticar uma barbaridade dessas," comentou ele após a missa de sétimo dia pela morte do ex-vice-presidente José Alencar, realizada na Catedral da Sé, centro de São Paulo.

Na avaliação do ex-presidente, o acontecimento seria um reflexo de problemas de ordem de valores, na estrutura familiar. "É preciso pensar um pouco o que está acontecendo com a juventude. É preciso repor as esperanças", disse Lula, lembrando que as pessoas sempre acreditaram que esse tipo de ato acontecesse somente nos Estados Unidos. "Mas agora isso acontece em várias partes do mundo".

Apesar do fato, Lula afirmou que o mundo "tem mais gente boa do que ruim". "Vamos trabalhar para aumentar o número de pessoas boas e de boa fé", concluiu. Sobre Alencar, Lula limitou-se a dizer que é "muito triste lembrar que perdemos um companheiro como Alencar".

    Leia tudo sobre: escolatiroteiomorteslula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG