Laudo indica presença de álcool em sangue de ciclista atropelado por Thor

Polícia disse acreditar que Wanderson Pereira trafegava pelo meio da pista na hora do acidente

iG Rio de Janeiro |

A Polícia Civil do Rio de Janeiro informou nesta sexta-feira (23) que o laudo de exame toxicológico do Instituto Médico Legal (IML) indicou a presença de álcool no sangue do cicilsta Wanderson Pereira dos Santos, que morreu após ser atropelado pelo carro dirigido por Thor Batista, filho do empresário Eike Batista. O acidente ocorreu na noite do último sábado (17) na rodovia BR-040, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Leia também:

"Mesmo convicto de minha inocência, vou ajudar a família do Wanderson", diz Thor

Filho de Eike Batista se envolve em acidente com morte no Rio

Segundo nota enviada pela polícia, que foi detectada a concentração de 15,5 dg/L (decigramas por litro) de álcool no sangue da vítima. Responsável pela investigação, o delegado Mário Arruda, da 61ª DP (Xerém), disse que a hipótese mais provável é de que Wanderson trafegava pelo meio da pista quando foi atropelado.

Thor Batista prestou depoimento na última quarta-feira (21). Alegou inocência e disse que vai ajudar a família de Wanderson. A polícia investiga se o filho de Eike trafegava em velocidade acima do permitido na rodovia e não descartou fazer nova perícia no veículo de Thor. Caso o limite não tenha sido respeitado, o jovem poderá ser indiciado por homicídio culposo (quando não há intenção de matar).

.

    Leia tudo sobre: acidentethor batistaeike batista

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG