Justiça manda soltar mulher de líder da maior facção criminosa do Rio

Companheira de Marcinho VP responde a processo por lavagem de dinheiro

iG Rio de Janeiro |

Reprodução
Mulher de Marcinho VP estava presa desde novembro
A 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro mandou soltar nesta quarta-feira (27) Márcia Gama dos Santos Nepomuceno, mulher do traficante Márcio dos Santos Nepomuceno, o Marcinho VP, líder máximo da maior facção criminosa fluminense.

Márcia estava presa desde o dia 26 de novembro do ano passado. Ela é suspeita de lavar o dinheiro do tráfico de drogas.

Marcinho VP foi denunciado na época, junto com Elias Pereira da Silva, o Elias Maluco, como o mandante dos ataques ocorridos em novembro na região metropolitana fluminense quando centenas de carros e ônibus foram incendiados.

Por causa desta onda de violência, a Secretaria de Segurança Pública, com a ajuda das Forças Armadas, decidiu ocupar preventivamente os complexos de favelas da Penha e do Alemão, na zona norte, onde, na época, se escondiam os principais líderes da facção que estavam soltos.

VP e Elias Maluco estão presos atualmente na penitenciária federal de Porto Velho, em Rondônia.

    Leia tudo sobre: mulher Marcinho VPtráficolavagem dinheiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG