Justiça manda soltar militares do Exército suspeitos de entregar jovens a traficantes

Caso ocorreu em 2008. Rapazes eram moradores do morro da Providência e foram achados mortos em um lixão

iG Rio de Janeiro |

A Justiça Federal do Rio de Janeiro concedeu liberdade a dois militares do Exército suspeitos de entregar três moradores do Morro da Providência, na zona portuária, a traficantes da favela da Mineira. O crime ocorreu em 2008. Os jovens foram assassinados.

A decisão é do juiz Erik Navarro Wolkart, da 7ª Vara Federal Criminal, e foi tomada na última quarta-feira (24).

Wellington Gonzaga, de 19 anos, Marcos Paulo Rodrigues, de 17, e David Wilson, de 24, voltavam de um baile funk quando teriam sido abordados pelos militares e supostamente desacatado os integrantes do Exército. Após isso, não foram mais vistos.

Na época do fato, o Exército ocupava a Providência para o projeto "Cimento Social" do Governo Federal. Os corpos foram achados horas depois em um lixão em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

    Leia tudo sobre: exércitomorro da Providência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG