Justiça decreta prisão de jovem suspeita de enforcar amante em motel no Rio

Crime ocorreu no último sábado, em Niterói. Ela prestou depoimento mas está foragida

iG Rio de Janeiro |

Guilherme Pinto/Agência O Globo
Jovem presta depoimento na delegacia de Icaraí
A Justiça do Rio de Janeiro decretou a prisão temporária de uma jovem de 18 anos suspeita de ter matado o amante, um empresário de 33 anos, por enforcamento na madrugada do último sábado (14), em um motel, no bairro de Itaipu, em Niterói, na região metropolitana fluminense. Ela está foragida.

Em depoimento na delegacia de Icaraí (77ª DP), a suspeita, identificada como Verônica Verone de Paiva, afirmou ter agido em legítima defesa. Segundo ela, o amante, que se chamava Fábio Gabriel Rodrigues, tentou estuprá-la.

Guilherme Pinto/Agência O Globo
Jovem suspeita de matar namorado deixa a delegacia de Icaraí
Para se defender, ela o empurrou. Ele caiu no chão e, em seguida, a jovem o enforcou com um cinto.

Verônica contou ainda que tentou arrastar o corpo de Fábio para a garagem. Após isso, foi para casa e uma irmã dela, que é advogada, ligou para o motel dizendo que havia um corpo no corredor. A jovem disse ainda que o empresário teria usado drogas.

Apesar do seu relato, ela foi liberada no sábado porque não houve flagrante. A prisão temporária tem o prazo de cinco dias. O empresário foi enterrado na tarde de ontem.

A polícia está investigando supostas ameaças que a jovem teria feito contra Fábio. Familliares do empresário disseram que, dias antes do crime, ela teria ligado para ele dizendo que "se ele não fosse dela, não seria de mais ninguém".

Uma irmã do empresário declarou suspeitar de que outras pessoas possam ter participado do crime. Segundo ela, Fábio tinha 1,90 m e 100 kg e Verônica não teria condições de arrastar seu corpo sozinha.

 null

    Leia tudo sobre: jovemmatounamoradomotel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG