Justiça aceita denúncia contra jovem acusada de matar empresário

Juiz diz que Verônica Verone, de 18 anos tinha ligação com o tráfico de drogas. Crime ocorreu em maio, em motel de Niterói (RJ)

iG Rio de Janeiro |

Agência O Globo
Verônica Verone e o empresário Fábio Gabriel
O juiz Luiz Alfredo Carvalho Junior, da 3ª Vara Criminal de Niterói do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, aceitou a denúncia e decretou a prisão reventiva de Verônica Verone de Paiva, de 18 anos, acusada de matar o empresário Fábio Gabriel Rodrigues, de 33 anos, no dia 14 de maio, em um motel, no bairro de Itaipu, em Niterói.

Verônica já está presa. O inquérito sobre o crime concluiu que, no dia do fato,  a jovem colocou um antidepressivo na bebida alcoólica do empresário para que ele ficasse desacordado e, com isso, pudesse enforcá-lo com um cinto.

A jovem foi indiciada por homícidio triplamente qualificado (motivo torpe, impossibilidade de defesa da vítima e meio cruel) e tentativa de ocultação de cadáver (Verônica arrastou o corpo de Fábio após cometer o crime).

Nas investigações, a polícia descobriu que Verônica tentou contratar alguém para cometer o crime e pagaria R$ 2 mil e também planejou comprar uma pistola, no mesmo valor.

Em seu despacho, o juiz disse "não haver dúvida quanto à existência do crime e indícios suficientes quanto à autoria por parte da acusada, que não nega ter praticado o fato”. O magistrado informou ainda que há evidências de que Verônica teria envolvimento com pessoas ligadas ao tráfico de drogas.

O juiz afirmou ainda que a periculosidade da agente ficou evidenciada pelas circunstâncias em que o fato foi praticado, periculosidade esta, correspondente a um desajustamento social de suma gravidade. Segundo ele, há notícias de que a acusada teria premeditado o delito, além de ter envolvimento com pessoas ligadas ao tráfico de drogas.


    Leia tudo sobre: verônica verone

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG