Jovem preso com bomba diz que estava obedecendo a ordens do tráfico

Cinco menores foram apreendidos e um segundo homem também foi detido suspeito de tentar incendiar carros

Daniel Gonçalves e Anderson Ramos, iG Rio de Janeiro |

A Polícia Civil prendeu dois homens nesta terça-feira no Morro do Cantagalo, em Ipanema, na zona sul do Rio de Janeiro. Três adolescentes também foram apreendidas. Eles foram identificados como Thiago da Costa Garcia, de 24 anos, e Renan Fortunato da Costa, 19.

Renan estava com pelo menos uma bomba caseira. Ao iG , ele disse que estava obedecendo ordens do tráfico de drogas e se preparava para sair e incendiar algum automóvel. Três adolescentes foram apreendidas com ele em uma casa na localidade conhecida como Caixa. As meninas estavam usando drogas.

Anderson Ramos
Bombas caseiras seriam usadas para incendiar carros na zona sul do Rio de Janeiro

A polícia chegou até Renan após apreender outros dois menores com bombas caseiras na avenida Nossa Senhora de Copacabana, em um dos acessos ao Morro do Pavão-Pavãozinho, em Copacabana, na zona sul. Os adolescentes estavam acompanhados de Thiago da Costa Garcia.

Renan disse que também é o dono dos artefatos encontrados com os menores e com Thiago na avenida Nossa Senhora de Copacabana. “As bombas estavam comigo. É tudo meu. Eu me responsabilizo”.

O delegado-adjunto da 12º DP (Hilário de Gouvêa), Bruno Gilaberte, afirmou que vai usar imagens de câmeras de segurança de estabelecimentos e prédios da região para tentar localizar outros suspeitos. Segundo Gilaberte, a polícia já identificou o suposto mandante dos atentados cometidos na zona sul. Ele seria um intermediário com o sistema carcerário. “Já temos um suspeito de ser mandante destas ações na zona sul. Vamos pegar estas imagens para concluirmos esta investigação e podermos prendê-lo ainda hoje”, disse ao iG .

Thiago da Costa Garcia já cumpriu dois anos de prisão por roubo de carro. Quando foi preso pela primeira vez, ele trocou tidos com policiais em Bonsucesso. Renan foi apreendido quando era menor também por roubo. Eles podem responder por formação de quadrilha, crime de explosivo, corrupção de menores e uso de entorpecente.

Para conter a onda de violência, a Polícia Militar informou que as folgas serão reduzidas e mais homens serão colocados nas ruas. O governo anunciou ainda que, a partir desta terça-feira, 150 novas motos da corporação começarão a circular nas ruas.

Anderson Ramos
Os dois homens foram presos com bombas caseiras em favelas da zona sul da cidade

    Leia tudo sobre: arrastãoroubo de carrosviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG