Incêndio no Morro dos Cabritos, no RJ, está sob controle

Fogo podia ser visto da Lagoa Rodrigo de Freitas e teria sido causado pela queda de um balão

iG Rio de Janeiro |

Os bombeiros controlaram o incêndio que destruiu ao menos quatro hectares de vegetação de um parque ambiental no meio da cidade do Rio de Janeiro e gerou alarme dos moradores de diversos bairros, informaram neste domingo fontes oficiais. Segundo os bombeiros, o incêndio está controlado, mas nesta tarde focos de incêndio persistiam em alguns locais, mas sem risco algum de provocarem novo incêndio como o da madrugada.

O fogo consumiu parte da vegetação do Morro dos Cabritos, uma colina que separa os bairros de Copacabana, Lagoa e Botafogo, na zona sul da cidade e exigiu um grande esforço dos bombeiros para evitar que as chamas se estendessem aos prédios próximos da área florestal. Água teve de ser retirada da Lagoa Rodrigo de Freitas por helicóptero para ajudar a apagar as chamas.

nullPela manhã, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), visitou o parque da Catacumba, área de lazer próxima ao local onde os bombeiros trabalhavam, e anunciou que ainda hoje a Secretaria Municipal de Meio Ambiente vai pôr em prática um "plano emergencial de reflorestamento na área atingida".

Na avaliação de Paes, o incêndio atingiu uma área de cerca de quatro hectares, o equivalente a quatro vezes o estádio do Maracanã. Paes criticou o uso de balões nas festas juninas, “uma brincadeira sem graça e que devasta a vegetação colocando em risco a vida da população que mora próxima ao local do incêndio”.

Os morros da Catacumba e dos Cabritos fazem parte de uma área de Preservação Ambiental e estão localizados em um ponto nobre da zona sul da cidade.

"Eu já autorizei o pessoal da Geo-Rio e da Secretaria de Meio Ambiente a começar o reflorestamento dessa região. A Prefeitura faz muito reflorestamento de mutirão, mas como é uma emergência, vamos contratar uma empresa para, o mais rápido possível, reflorestar e ter essa área recuperada", disse o prefeito.

Durante entrevista no Parque Municipal da Catacumba, o prefeito Eduardo Paes afirmou que os danos provocados pelo incêndio foram muitos.

Já o secretário municipal de Conservação e Serviços Públicos, Carlos Roberto Osório, afirmou que as vistorias feitas no parque revelam que tanto a área de visitação como a de proteção ambiental não foram atingidas.

Soldados de oito quartéis de bombeiros, inclusive os de Copacabana, Humaitá e Rio Comprido, ajudaram no combate às chamas, que podiam ser vistas de bairros próximos como o Jardim Botânico e a Gávea, além da própria Lagoa Rodrigo de Freitas.

Não houve feridos, ou casas atingidas, mas alguns moradores de casas de classe média e média alta da região saíram de casa durante a madrugada com medo do fogo e incomodados pela fumaça. "O Rio de Janeiro é uma grande Mata Atlântica, é um lugar que não pode ter balão, imagina se caísse numa favela, quanta gente ia morrer", disse Solange Schvartzer, moradora da ladeira do Sacopã, na Lagoa.

Possível queda de balão

De acordo com os bombeiros, o fogo teria tido início por volta das 22h deste sábado, após a queda de um balão. Moradores de um condomínio localizado na região do incêndio informaram à corporação terem visto parte de um balão cair na mata.

nullA vegetação bastante seca após vários dias sem chuvas e o vento se encarregaram de expandir rapidamente as chamas.

Após várias horas de combate às chamas com a ajuda de dois helicópteros equipados com tanques para lançar água em áreas florestais, na manhã deste domingo restavam apenas alguns focos isolados, que eram sufocados por diferentes brigadas de incêndio.

O Morro dos Cabritos fica localizado entre os bairros da Lagoa e de Copacabana, regiões nobres do Rio. O fogo também pode ser visto por moradores do Jardim Botânico, Humaitá e Gávea. O trânsito na região do incêndio ficou congestionado durante a madrugada, devido ao trabalho dos bombeiros e aos curiosos que reduziam a velocidade para ver as chamas.

No Twitter, a empresária Flora Gil relatou suas impressões do incêndio. “Mega incêndio na Fonte da Saudade! Rua Sacopã... Vento quente e estranho”, escreveu no microblog. “Um balão e tanto estrago! Que incêndio enorme eu vi agora à noite voltando para casa”.

* Com EFE, Agência Estado e Agência Brasil

    Leia tudo sobre: Rio de JaneiroincêndioMorro dos Cabritos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG