Incêndio em campus da UFRJ foi acidental, aponta laudo

Ocorrido em março, incidente destruiu capela localizada no campus da Praia Vermelha

iG Rio de Janeiro |

O incêndio ocorrido em março deste ano no campus da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) na Praia Vermelha foi acidental. Essa é a conclusão do laudo de perícia criminal da Polícia Federal divulgado nesta terça-feira (4) pelo Ministério Público Federal.

De acordo com o documento, o fogo de um maçarico a gás usado por um funcionário alastrou-se a partir do telhado da capela existente no local, que estava em obra. O maçarico estava sendo utilizado para repara uma calha de cobre.

ig
Incêndio no campus da UFRJ teve início no teto da capela existente no local
Segundo a perícia, havia um extintor de incêndio no local, porém, mal localizado e de pouco alcance. Além disso,o laudo aponta que a técnica utilizada no reparo foi equivocada, já que o maçarico a gás libera calor excessivo, podendo queimar materiais no entorno do local em que está sendo aplicado.

"Apesar de haver sido acidental, não está excluída a hipótese de ter havido crime de incêndio culposo ou de dano culposo ao patrimônio histórico, o que, no entanto, será mais bem avaliado quando a Polícia Federal concluir o inquérito", disse o procurador da República Fernando José Aguiar de Oliveira.

Mais 90 dias de prazo foram concedidos à PF para conclusão das investigações. O MPF também solicitou ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) que avalie o prejuízo causado pelo incêndio e que a UFRJ forneça a documentação necessária para o serviço de restauração.

De acordo com a perícia criminal, o incêndio danificou documentos nas dependências da capela, mas a dimensão desses danos só poderá ser avaliada em exame em separado.

    Leia tudo sobre: incêndioufrjmpf

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG