Hotéis de Copacabana são acusados de fornecer comida imprópria

Policiais civis apreenderam cerca de 200 kg de alimentos vencidos em estabelecimentos de luxo do bairro

iG Rio de Janeiro |

Agência O Globo
Alimento fora da validade apreendido em um hotel de luxo, em Copacabana
Policiais civis apreenderam nesta segunda-feira (10) cerca de 200 kg de alimentos vencidos, sem especificação e impróprios para consumo em hotéis de luxo, em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro.

Leia também: Água consumida em hotéis de Salvador está imprópria

Os agentes vistoriaram as cozinhas do Othon Palace, Sofitel, JW Marriott e Pestana em uma operação batizada de "Turismo Legal". Três nutricionistas e o chefe de cozinha do Sofitel foram detidos.

A cozinha do Sofitel foi interditada por fiscais da Vigilância Sanitária Municipal.

A operação foi desencadeada a partir de denúncias de turistas que alegaram ter sofrido intoxicação alimentar.

Outro lado

Em nota, a assessoria do Marriott informou que não foram encontrados alimentos impróprios para consumo ou com validade vencida.

Segundo o hotel, os agentes identificaram apenas alguns produtos recém-utilizados, que ainda não tinham recebido as etiquetas de manipulação. De acordo com a assessoria de imprensa, a Rede Marriott de Hotéis possui um rígido padrão de qualidade, aplicado em seus mais de 3.400 hotéis em todo o mundo.

A assessoria de imprensa do Hotel Pestana explicou que mantém, em seu restaurante, os procedimentos padrões de acordo com as exigências da Vigilância Sanitária. O estabelecimento informou que irá aguardar a apuração dos órgãos competentes e se coloca à disposição para colaborar com o que for necessário.

Em nota, a assessoria de imprensa do Othon informou que teve uma padaria fechada mas não por
irregularidades em relação aos alimentos e sim em virtude de uma reforma no andar superior.

Segundo o estabelecimento, a obra, que era emergencial e necessária devido a um pequeno vazamento, já foi finalizada e os técnicos da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) serão solicitados para retornar ao local e autorizar a reabertura da padaria.

O Othon informou também que já foram tomadas todas as providências, com a adoção de procedimentos de controle interno mais rigorosos, além dos já existentes, para que fatos como esse não voltem a acontecer.

De acordo com a nota, o estabelecimento explicou que conta com o trabalho de uma engenheira de alimentos e de uma equipe de nutricionistas, profissionais extremamente experientes e qualificados.

Ainda segundo o comunicado, o hotel ressalta que, com 35 anos de atuação, é reconhecido, no Brasil e no exterior, pela excelência e pelo elevado padrão de qualidade de seus serviços e, desse modo, realiza uma auditoria interna.

Em nota, o Sofitel informou que também é um hotel reconhecido pela alta qualidade dos produtos que oferece a seus clientes. Segundo o comunicado, a cozinha do estabelecimento sempre esteve e continuará aberta a quem quiser visitá-la, de forma a garantir a transparência e o elevado padrão de qualidade proporcionado a todos que frequentam o hotel, sejam hóspedes ou passantes.

O hotel reforça que busca a excelência no cumprimento das normas de higiene e segurança alimentar e informa que está apurando os fatos para tomar as providências que forem necessárias.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG